AUTHOR NAME

Valor Economico

95 POSTS
0 COMENTÁRIOS

Distribuidoras renegociam preço do biodiesel

As distribuidoras de combustível renegociaram os valores de compra de biodiesel para mistura ao diesel que ainda estão vigentes no bimestre atual (março e abril), depois que o governo federal desonerou o produto de PIS/Cofins.

Importação de combustíveis pelo país recua em janeiro

As importações líquidas de diesel e gasolina no Brasil caíram em janeiro, aponta o relatório mensal da consultoria S&P Global Commodity Insights, antecipado ao Valor. Ao todo, o volume importado de gasolina no mês ficou praticamente zerado, enquanto as importações de diesel ficaram em 105 mil barris por dia (barris/dia), em média, menor volume desde setembro de 2018.

Represar preço da gasolina terá custo enorme, diz economista

Diante do debate sobre se a Petrobras deve ou não manter os preços dos combustíveis nas refinarias para aliviar o impacto da inflação, o economista-chefe do banco Original, Marco Caruso, disse que não repassar a alta pode ajudar momentaneamente, mas geraria consequências graves no longo prazo.

Petrobras nega cortes no fornecimento de diesel alegados pelo Minaspetro

A Petrobras informou em nota que tem cumprido integralmente suas obrigações contratuais com as distribuidoras e não há cortes no fornecimento de diesel. Mais cedo, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo de Minas Gerais (Minaspetro) afirmou que a Petrobras estava fornecendo 80% da demanda de combustíveis.

Vibra mantém a importação apesar de alta do petróleo

A Vibra Energia, ex-BR Distribuidora, tem conseguido manter as importações de combustíveis mesmo com os preços altos e com o mercado internacional mais apertado como resultado da guerra na Ucrânia. “Não temos tido nenhum problema de importação”, disse ontem o presidente da companhia, Wilson Ferreira Jr., em conferência com analistas.

Volume de CBIOS negociados caiu na primeira quinzena de março

As negociações de Créditos de Descarbonização (CBios) na primeira quinzena de março na B3 caíram em relação à segunda quinzena de fevereiro, em meio aos altos preços do papel, que equivale a 1 tonelada de carbono de emissão evitada. De acordo com levantamento do ItaúBBA, foram negociados 1,99 milhões de CBIOs nos 15 primeiros dias de março, volume 24% menor que o da quinzena anterior.

Brasil não tem a gasolina mais cara do mundo

O reajuste anunciado pela Petrobras, na semana passada, jogou lenha na fogueira e aumentou a pressão política sobre a estatal.

Alta de preços põe pressão na Petrobras

A forte alta dos preços do petróleo no últimos dias, como consequência do conflito entre Rússia e Ucrânia, voltou a colocar pressão sobre a política de preços da Petrobras e revive a discussão sobre o peso da interferência governamental na avaliação da companhia, que continua a manter uma distância significativa de seus principais pares internacionais. Ontem o barril do Brent fechou cotado a US$ 127,98, alta de 3,87%.

Governo estuda opções para conter alta da gasolina

O governo Bolsonaro está decidido a conter o preço dos combustíveis. Ao fim de uma semana em que o barril do petróleo ultrapassou a barreira dos US$ 100, pela primeira vez desde 2014, o presidente Jair Bolsonaro e seus auxiliares mais próximos resolveram adotar medidas para evitar novas altas da gasolina e do diesel no país.

Conflito leva defasagem de preços da Petrobras ao maior nível desde 2016

Com o pico dos preços do petróleo nos últimos dias, a defasagem da Petrobras para a paridade internacional se acentuou e, segundo estimativas de mercado, já atinge o R$ 1 no diesel - o maior patamar desde que a empresa começou, em 2016, a vender combustíveis com preços alinhados à paridade de importação.