“O povo não pode ser surpreendido com certos reajustes. Façamos mas com previsibilidade, é isso que queremos”, disse (Isac Nóbrega/PR)

(Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro reiterou nesta sexta-feira que mudanças serão feitas na Petrobras (PETR3; PETR4), um dia depois de criticar a elevação do preço dos combustíveis realizada na véspera pela estatal.

“Anuncio que teremos mudança sim na Petrobras”, disse o presidente durante viagem a Sertânia, em Pernambuco, para inauguração de uma obra. Bolsonaro, entretanto, afirmou que “jamais” vai interferir na estatal e não detalhou quais mudanças serão realizadas.

“Mas o povo não pode ser surpreendido com certos reajustes”, disse ele. “Façamos mas com previsibilidade, é isso que queremos.”

Bolsonaro disse ainda que exige e cobra transparência daqueles que indica para cargos depois de, em transmissão ao vivo em suas redes sociais na véspera, criticar fala do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, que afirmou que eventual greve dos caminhoneiros não é um problema da estatal. O preço do diesel é a principal reclamação da categoria.

Às 12h50 as ações preferenciais da Petrobras operavam em queda de 5,12%, ao passo que as ordinárias caíam 6,12%. No mesmo horário, o Índice Bovespa tinha queda de 0,39%.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Unica vê fracas compras de CBios; IBP fala em vendas represadas e flexibilização

O número de créditos de descarbonização (CBios) gerados pelos produtores de biocombustíveis…