Cenário de alta para o hidratado nas usinas, com distribuidoras repondo estoques em meio à produção menor

(Imagem:REUTERS/Paulo Whitaker)

Os recuos diários do etanol hidratado nas bases distribuidoras de Paulínia (SP) na semana anterior mostraram que houve uma desova dos estoques, mesmo com a demanda acomodada. O cenário por isso está mudando nestes dois primeiros dias desta semana.

Além de aproveitarem que nas usinas o biocombustível para a frota de veículos leves também caiu, contando igualmente com os dados do Cepea (menos 1,69%, a R$ 2,9116), as distribuidoras de combustíveis “estão repondo os estoques”.

Isso mostra, para Paulo Strini, trade do Grupo Triex, que claramente há um sinal de alta na origem.

Na segunda, o hidratado saiu de alta, em 0,73%, nas vendas para os postos de serviços.

Também em favor corre a menor produção de hidratado na primeira quinzena de julho, que, segundo relatório da Unica, foi 13% menor que no ano anterior, se constituindo numa produção de 1,27 bilhão de litros, em meio à retração na moagem 2,37%.

O anidro, por sua vez, segue com expansão mais elevada no mix do álcool, com mais 32%, para 889 milhões de litros. Da soma dos dois, se extrai 129,9 milhões de etanol de milho.

A expectativa de geadas colabora ainda para o ganho previsto por Strini.

IBP critica mudanças regulatórias na venda de combustíveis

Representante das grandes distribuidoras de combustíveis, o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) se posicionou a favor da manutenção do atual modelo de funcionamento do mercado de revenda de derivados de petróleo.

Estes são os postos de combustíveis populares e preferidos por brasileiros

Os postos de combustível Petrobras BR, Ipiranga e Shell são as marcas com maior índice de popularidade entre os brasileiros, é o que aponta um estudo realizado pela empresa de pesquisa de satisfação e NPS (Net Promoter Score) SoluCX: as marcas foram citadas por 73,2%, 72,8% e 69,1% dos respondentes da pesquisa, respectivamente.

Guerra política no Brasil e economia mundial devem manter preço da gasolina nas alturas

Economistas dizem que toda vez que o discurso golpista avança, desconfiança cresce e dólar sobe, elevando o preço dos combustíveis. Motoristas de aplicativo dizem que serviço já não compensa diante dos custos.