[Cepea] Com vendedores firmes, preço do etanol encerra outubro em alta

A última semana foi marcada por aumentos diários nos preços dos etanóis, especialmente nos do hidratado. Segundo colaboradores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq-USP, os vendedores seguiram firmes nos valores pedidos, com negócios efetivados no fechamento da semana a patamares superiores aos do começo do período.

Os compradores, por sua vez, tiveram participação menos ativa no mercado à vista na comparação com a semana anterior – segundo o Cepea, um número expressivo desses agentes segue retirando volumes adquiridos anteriormente.

Entre 25 e 29 de outubro, o Indicador Cepea/Esalq do etanol hidratado fechou em R$ 3,828 por litro, forte alta de 7,85% frente ao período anterior. No caso do etanol anidro, o preço subiu 6,64%, com o Indicador Cepea/Esalq fechando em R$ 4,3353 por litro.

Para o Indicador Esalq/BM&FBovespa, com base em Paulínia (SP), a média da semana foi de R$ 3.897,50/m³, alta de 7,7% na mesma comparação.

O levantamento captou parcialmente o aumento no preço da gasolina – na terça-feira, 26, a Petrobras aumentou em 7%, ou R$ 0,21 por litro, a cotação do derivado do petróleo, passando de R$ 2,98 para R$ 3,19 o litro.

O preço da gasolina costuma influenciar na cotação tanto do etanol anidro, que é misturado ao combustível, quanto na do hidratado.

Com informações da Agência Estado

Produção de etanol anidro cresce 22,3% no Nordeste, diz NovaBio

Com a safra 2021/22 em andamento, dados compilados pela Associação dos Produtores de Açúcar, Etanol e Bioenergia (NovaBio) sinalizam que a moagem de cana no Norte-Nordeste atingiu 28,67 milhões de toneladas no acumulado até 15 de novembro.

Valor do petróleo cai 2% e Petrobras ganha espaço para cortar preços no Brasil

O preço do barril de petróleo tipo brent atingiu os US$ 67,44 nesta quinta-feira, 2, o que representa uma queda de 2,08% em relação aos valores praticados na data anterior.

Abastecer com GNV rende quase o dobro que gasolina e etanol, aponta Abegás

Um levantamento da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) mostra que, atualmente, o Gás Natural Veicular (GNV) tem rendido quase o dobro da gasolina e do etanol.