Consumo de gasolina em alta na Europa provoca aumento na demanda de petróleo

A demanda de petróleo na Europa, especialmente o consumo de combustível rodoviário, se recuperou nas últimas semanas, quando muitos europeus pegaram a estrada para as férias de verão depois de um ano e meio de restrições e bloqueios.

O tráfego de companhias aéreas na Europa ainda está 30 por cento abaixo dos níveis pré-COVID de 2019, mas a demanda por combustível rodoviário se fortaleceu neste verão, as estimativas da Bloomberg mostraram na segunda-feira.

Antes do verão, a Europa era um grande obstáculo à demanda global por petróleo, com o tráfego nas estradas ainda deprimido. Mas assim que o final da primavera e o verão chegaram, os europeus nas maiores economias – onde o consumo é mais alto – pegaram as estradas.

A IHS Markit estima que a demanda por gasolina na Europa pode ter atingido seu nível mais alto em agosto em dez anos.

“Agosto de 2021 seria o melhor mês de agosto desde 2011”, disse Hedi Grati, diretor executivo da IHS Markit, à Bloomberg.

“Os dez anos intermediários foram todos inferiores”, acrescentou Grati.

A maior demanda de gasolina estava impulsionando a recuperação da demanda de petróleo da Europa neste verão, assim que a demanda de combustível da Ásia começou a vacilar em meio ao ressurgimento de casos de COVID em muitas das principais economias asiáticas, incluindo China, Japão e a maior parte do Sudeste Asiático.

Como resultado da maior demanda de combustível rodoviário na Europa, os estoques de gasolina mantidos de forma independente no centro de Amsterdã-Roterdã-Antuérpia (ARA) caíram para o nível mais baixo desde 2016 em meados de agosto, de acordo com dados da consultoria da indústria de petróleo Insights Global.

“A queda na gasolina, combinada com uma queda maior nos estoques de óleo combustível, fez com que os estoques totais de produtos caíssem – o menor volume total desde março de 2020”, disse a Insights Global.

A maior demanda de combustível levou ao aumento do interesse em tipos de petróleo leve doce entre as refinarias na Europa, disseram traders à Bloomberg.

No geral, os comerciantes de gasolina disseram à Bloomberg que a demanda de combustível da Europa neste verão foi igual ou até maior do que no período de férias de 2019.

Petróleo fecha em alta, apoiado por queda nos estoques dos EUA

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, 20. Apesar de abrirem em baixa com a previsão de aumento nos estoques do óleo dos Estados Unidos, os ativos operaram em geral no positivo e ganharam força quando o resultado foi de queda nos estoques.

Produção de etanol nos EUA sobe 6,2% na semana, para 1,096 milhão de barris/dia

A produção média de etanol nos Estados Unidos foi de 1,096 milhão de barris por dia na semana encerrada em 15 de outubro.

Iraque: o petróleo pode chegar a US $ 100 no próximo ano

Os preços do petróleo podem chegar a US $ 100 o barril durante o primeiro semestre de 2022 em meio a baixos estoques comerciais globais, disse o ministro do Petróleo do Iraque, Ihsan Abdul Jabbar Ismaael , na quarta-feira, conforme publicado pela Reuters.