Na semana em que a gasolina teve novo reajuste (quinta, 26), de 4%, o etanol hidratado surpreende com uma pequena redução de margem nas fábricas. E entra nesta com mais competitividade ainda, somando a possibilidade de novo aumento do combustível fóssil com o petróleo a US$ 48, em mais 1% de na sexta, se o consumo no varejo for retomado.

A queda de 0,18% na origem, detectada pelo Cepea/Esalq, ficando em R$ 2,0707 de 23 a 27 de novembro, deverá ter seus motivos mais claros quanto às vendas menores nos próximos dias, quando saírem dados da Unica (entidade das empresas do Centro-Sul) e da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

A demanda das distribuidoras foi menor – quando o avanço da gasolina daria maior procura nos postos pelo biocombustível – porque as últimas semanas de remarcações (com exceção da leve queda de 0,15% de 2 a 6) das usinas e refinarias chegaram cheias aos postos e pesaram na decisão do consumidor? A ANP já havia afirmado essa ocorrência na semana de 16 a 20.

O avanço da covid-19 tirou um pouco de movimento das ruas, como foi observado em São Paulo, por exemplo, e também retraiu o consumo da gasolina?

De certo, dá para se afirmar que os fabricantes não reduziram o preço do litro do hidratado se não estivessem pressionados, uma vez que em fim de safra – e faltando em torno de 16 milhões de toneladas de cana para serem moídas, como acredita Paulo Strini, trader do Grupo Triex – os estoques começam a ser balizadores, como trouxe Money Times.

Apesar de o reajuste da gasolina ter sido na quinta, e o anúncio da Petrobras (PETR3; PETR4) foi um dia antes, desde a segunda o petróleo acima dos US$ 46 indicava que haveria remarcação, daí que as distribuidoras, se estivessem vendas confortáveis, teriam comprado mais etanol.

Fonte: Money Times

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Recuperação do petróleo em risco com temores da demanda global

Os preços do petróleo bruto se recuperavam de forma pouco convincente na quarta-feira (9), após serem atingidos na terça-feira por preocupações sobre o enfraquecimento da demanda global.

Preço nos postos: Enquanto gasolina cai, etanol sobe e perde competitividade

Preço médio do biocombustível ainda é economicamente vantajoso para o consumidor em cinco estados

Petróleo Brent supera US$40 com vitória de Biden aumentando apetite por risco

LONDRES (Reuters) – Os preços do petróleo subiam nesta segunda-feira, com o Brent superando…

Bento albuquerque anuncia adoção do b12 no início de 2020

Ministro de Minas e Energia anuncia aumento do biodiesel no diesel, para o inicio de 2020. Alterando a atual proporção de 11% para 12%.