Contra disparada semanal na bomba, etanol surpreende com a menor alta em cinco semanas na usina

Safra de cana menor ainda impacta os preços do etanol hidratado na cadeia setorial

O etanol hidratado não atingiu alta semanal na usina que parecia ser recorde, inclusive como apontou Money Times baseado em fonte do mercado. Ao contrário, acumulou a menor valorização frente as quatro semanas anteriores

Com 0,23% a mais – R$ 3,1878, pelo Cepea -, deve tirar um pouco da pressão de aumentos mais significativos nos postos, a partir de segunda, depois de acumular disparada de 1,45% nas bombas, de 23 a 27, com o litro, em média, a R$ 4,562.

O reajuste para o consumidor nos últimos cinco dias úteis foi três vezes superior ao da gasolina, pela pesquisa da ANP.

A produção menor de hidratado, como tem constatado a Unica, e o petróleo voltando a linha de US$ 70 a US$ 71 o barril, além de altas diárias nas ofertas das distribuidoras, induziam a potencial de forte ganho semanal.

Mas as usinas tiraram o pé do acelerador, percebendo que a perda de competitividade do etanol para os automóveis flex, já significativa, poderia fazê-las acabar carregando mais estoques, mesmo que a produção continue menor nesta quinzena.

CBios já subiram quase 45% em setembro na B3

Os preços dos Créditos de Descarbonização (CBios) romperam a estabilidade registrada desde o início do ano, período em que se mantiveram abaixo de R$ 30 por tonelada de carbono, e dispararam em setembro na B3.

Preço dos combustíveis deve continuar elevado em 2022, diz XP

A XP divulgou projeção de alta para os combustíveis, que devem continuar em um patamar alto pelos próximos meses, considerando a alta do preço do petróleo no mercado internacional, câmbio em R$ 5,20 no ano e em R$ 5,10 em 2022 e escassez de etanol, que são utilizados para reajustar preços na Petrobras.

Defasagem dos preços da gasolina diminui, mas do diesel se mantém, aponta Abicom

Os preços da gasolina praticados pela Petrobras no mercado brasileiro hoje têm uma defasagem média de 6% em relação aos preços internacionais, apontou levantamento da Associação Brasileira de Importadores de Combustíveis (Abicom).