Cotação do Petróleo 23/07/2018

O WTI (EUA) encerrou a ultima semana com queda de 0,67%, cotado US$ 70,46/bpd. Acumulado do mês de Julho/18 é de queda de 4,84%

Veja o gráfico abaixo das movimentações do petróleo durante o mês de Julho.

Segundo a Investing.com, preocupações com o aumento da oferta global deverão pesar sobre o petróleo na próxima semana após os preços da commodity terem registrado sua terceira perda semanal consecutiva em meio a evidências emergentes de excesso de oferta, apesar da promessa da Arábia Saudita de conter o mercado com petróleo.

O dirigente da Opep da Arábia Saudita, Adeeb Al Aama disse em uma declaração na quinta-feira que o reino espera que as exportações de petróleo tenham redução de 100.000 barris em agosto pois o país limita o excesso de produção.

Ele acrescentou que as preocupações de que o cartel do petróleo e seus aliados podem sobrecarregar o mercado são “sem base”.

Esses comentários foram feitos depois que os números da Opep divulgados no início deste mês mostraram que a produção saudita em junho subiu para níveis não vistos desde 2016. O maior exportador de petróleo do mundo e o maior produtor da Opep se comprometeu no mês passado a aumentar a produção para compensar a perda de oferta da Líbia, da Venezuela e do Irã.

Novos dados semanais sobre os estoques comerciais de petróleo bruto nos EUA na terça e na quarta-feira para avaliar a força da demanda do maior consumidor de petróleo do mundo e a rapidez com que os níveis de produção irão continuar a subir irão capturar a atenção do mercado.

A produção de petróleo dos EUA chegou a 11 milhões de barris por dia pela primeira vez na semana passada. O país aumentou em quase 1 milhão de barris por dia a produção desde novembro graças ao rápido aumento na extração de shale oil.

No entanto, a contagem de sondas nos EUA, um indicador precoce da produção futura, teve redução de 5 e totalizou 858 na semana passada, de acordo com a Baker Hughes, empresa prestadora de serviços a campos petrolíferos. A taxa de crescimento desacelerou ao longo do mês passado com uma queda nos preços do petróleo desde final de maio até o final de junho.
A contagem de sondas ainda está com 94 a mais do que um ano passado, quando estava em 764 sondas.

A referência norte-americana, o petróleo bruto West Texas Intermediate (WTI), fechou cotado a US$ 68,26 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York na sexta-feira.
As perdas na semana foram de 0,8%, sua terceira semana seguida de perdas.

Do outro lado do Atlântico, o petróleo Brent, referência global, com vencimento em setembro fechou a semana cotado a US$ 73,07 o barril na Bolsa de Futuros ICE (ICE Futures Exchange) em Londres.

O Brent sofreu uma perda semanal de 3%, também sua terceira queda semanal consecutiva.

Os temores de que uma disputa comercial entre Washington e Pequim possa atingir a demanda, especialmente se o crescimento chinês for afetado, também pesam.

A cotação do petróleo caiu 8% até agora este mês em meio a crescentes indícios de maior produção da Arábia Saudita e de outros membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), bem como da Rússia e dos Estados Unidos.

Terça-feira, 24 de julho
O Instituto Americano de Petróleo, grupo do setor petrolífero, deverá publicar seu relatório semanal sobre a oferta de petróleo nos EUA.

Quarta-feira, 25 de julho
A Administração de Informações de Energia dos EUA deverá divulgar seus dados semanais sobre estoques de petróleo.

Sexta-feira, 27 de julho
A Baker Hughes divulgará seus dados semanais sobre a contagem de sondas de petróleo nos EUA.

 

 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VOCÊ PODE GOSTAR