Nos postos, o valor do diesel, combustível mais consumido do país, encerrou esta semana em média R$ 4,232 por litro, praticamente estável Imagem: MARCELO D. SANTS/ESTADÃO CONTEÚDO

O preço médio de venda do óleo diesel nos postos de combustíveis do Brasil fechou praticamente estável, encerrando seis semanas seguidas de avanço, mostraram dados da reguladora ANP nesta sexta-feira, após recente corte de tributos federais do produto, enquanto a gasolina e o etanol voltaram a subir.

A freada nos valores do diesel vem depois do anúncio pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, no início do mês, da redução para zero durante dois meses das alíquotas de PIS e Cofins incidentes sobre a comercialização e importação do combustível.

A estabilização nos postos ocorreu mesmo após a Petrobras ter anunciado na semana passada um reajuste de cerca de 5% para o diesel e a gasolina em suas refinarias— a empresa defende que sua política de preços segue a chamada paridade de importação, com influência de fatores como o câmbio e as cotações internacionais do petróleo.

A estatal, que domina o refino no Brasil, já elevou em 34% o valor do diesel até o momento neste ano, enquanto a gasolina disparou 41,5%, o que inclusive gerou atrito entre o presidente Bolsonaro e o CEO da empresa, Roberto Castello Branco. A situação levou à indicação pelo governo de um novo comandante para a companhia, o general Joaquim Silva e Luna.

Nos postos, o valor do diesel, combustível mais consumido do país, encerrou esta semana em média R$ 4,232 por litro, praticamente estável ante os R$ 4,230 por litro da semana anterior, mostraram dados de pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Na gasolina, os preços médios finais para o consumidor foram de R$ 5,492 por litro, aumento de 3,8% na comparação semanal, de acordo com o levantamento da reguladora.

Foi a 12ª semana consecutiva de elevação na gasolina.

O etanol, por sua vez, era comercializado nas bombas por média de R$ 4,121 por litro, com incremento de 5,7% frente à semana anterior, mostraram os números da ANP.

No ano, os valores médios do diesel nos postos acumulam salto de 26,4% desde os primeiros dias de 2021, enquanto a gasolina subiu 21,6% no mesmo período.

O etanol é vendido hoje a preços 29,6% superiores aos vistos no início do ano, segundo a agência.

Os valores nos postos não acompanham necessariamente os reajustes nas refinarias e dependem de uma série de questões, incluindo margem de distribuição e revenda, além de impostos e adição obrigatória de biocombustíveis, entre outros.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

BR Distribuidora conclui compra da empresa de energia elétrica Targus

A BR Distribuidora concluiu a compra da empresa de energia elétrica Targus, anunciada em novembro.

Estados não debatem redução de ICMS sobre combustível, precisam de receita, diz Comsefaz

BRASÍLIA (Reuters) – Em situação de intenso aperto fiscal, os Estados brasileiros…

Iraque reduz oferta de petróleo a várias refinarias indianas em 2021

O Iraque reduziu o fornecimento anual de petróleo Basra a várias refinarias indianas em até 20% para 2021, disseram fontes da indústria, em um raro movimento do segundo maior produtor da Opep, que está tentando atender suas obrigações sob o acordo de produção do grupo.

Gasolina e diesel sobem nos postos pela 11ª semana consecutiva, mostram dados da ANP

Elevação dos valores seguiu uma série de aumentos da Petrobras nas refinarias desde meados de abril.