Diesel nos postos abre novembro com alta de 7,4%, diz Ticket Log

SÃO PAULO (Reuters) – O preço médio do diesel comum nos postos do Brasil subiu no início de novembro a R$ 5,602 por litro, uma alta de 7,4% em relação ao final de outubro, apontaram os dados da Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, nesta sexta-feira.

Já o diesel S-10 teve alta de 6,9%, vendido a R$ 5,672 por litro. Quando a média é comparada com o valor do fechamento de novembro de 2020, o aumento para o combustível mais consumido no país chega a 49%.

A alta nos preços refletiu em todas as regiões, segundo a empresa. O diesel comum teve maior elevação na região Sul, com 8,22%, enquanto a região Centro-Oeste registrou aumento maior do tipo S-10, avanço de 7,60%.

Em relação ao preço médio, a região Norte concentra maior aumento, com o diesel comum a R$ 5,802 por litro, e o S-10 a R$ 5,878 por litro.

“Nenhuma região do Brasil teve redução no preço do diesel, tanto no tipo comum como no S-10, segundo o Índice de Preços Ticket Log. Os preços mais vantajosos foram encontrados na região Sul e Norte do país”, disse Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log.

(Por Laís Morais)

Produção de etanol anidro cresce 22,3% no Nordeste, diz NovaBio

Com a safra 2021/22 em andamento, dados compilados pela Associação dos Produtores de Açúcar, Etanol e Bioenergia (NovaBio) sinalizam que a moagem de cana no Norte-Nordeste atingiu 28,67 milhões de toneladas no acumulado até 15 de novembro.

Valor do petróleo cai 2% e Petrobras ganha espaço para cortar preços no Brasil

O preço do barril de petróleo tipo brent atingiu os US$ 67,44 nesta quinta-feira, 2, o que representa uma queda de 2,08% em relação aos valores praticados na data anterior.

Abastecer com GNV rende quase o dobro que gasolina e etanol, aponta Abegás

Um levantamento da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) mostra que, atualmente, o Gás Natural Veicular (GNV) tem rendido quase o dobro da gasolina e do etanol.