A diretoria executiva da Petrobras está considerando uma renúncia coletiva (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

A diretoria executiva da Petrobras (PETR4) está considerando uma renúncia coletiva após o governo do presidente Jair Bolsonaro ter decidido substituir o presidente da companhia, Roberto Castello Branco, disseram à Reuters três fontes próximas do assunto, que falaram sob a condição de anonimato.

Bolsonaro disse mais cedo que o governo decidiu indicar o ex-ministro da Defesa e diretor-geral de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, para comandar a petroleira estatal.

Por Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petróleo cai mais de 3% com avanço da Covid-19 e eleições nos EUA

Os preços do petróleo caíram mais de 3% nesta terça-feira, atingindo o menor nível…

Preços do petróleo caem com lockdowns na China e caminham para recuo semanal

Os preços do petróleo caíam nesta sexta-feira, uma vez que as preocupações com lockdowns em cidades chinesas devido a surtos de coronavírus moderaram uma alta que vinha impulsionada pelos fortes dados de importação na China e planos dos Estados Unidos para um grande pacote de estímulo em meio à pandemia.

ENTREVISTA-BR nota melhora na demanda por etanol e gasolina, mas ainda vê queda de até 35%

A BR Distribuidora, a maior empresa do setor de distribuição de combustíveis do Brasil, notou alguma recuperação na demanda pela gasolina e etanol distribuídos pela empresa nos últimos dias.

Demanda por gasolina já caiu entre 50% e 60%, diz presidente da Petrobras

Segundo Roberto Castello Branco, empresa deverá cortar a produção de alguns ativos devido à queda de demanda no mercado internacional.