Emirados Árabes Unidos vêem OPEP + aderindo ao plano de produção de petróleo com excedente aparecendo no primeiro trimestre

Apesar dos apelos para aumentar a oferta para domar os preços elevados, a OPEP + deve continuar facilitando os cortes com o ritmo gradual estabelecido em julho, uma vez que espera que o mercado de petróleo se transforme em um superávit já no primeiro trimestre de 2022, de acordo com o ministro da energia de um dos pesos-pesados ​​da Opep, os Emirados Árabes Unidos (Emirados Árabes Unidos).

“Todos os dados estão nos mostrando que no primeiro trimestre teremos um superávit de oferta em relação à demanda”, apesar do atual déficit no mercado, disse o ministro da Energia dos Emirados Árabes Unidos, Suhail al-Mazrouei, à Reuters nesta segunda-feira à margem da ADIPEC fórum de energia em Abu Dhabi.

A OPEP + e a OPEP não querem estagnação no crescimento econômico global, disse al-Mazrouei, uma semana depois que grandes consumidores de petróleo, como os EUA e o Japão, disseram que a rejeição da aliança OPEP + por mais oferta poderia prejudicar a recuperação econômica da pandemia.

“Mas, ao mesmo tempo, não podemos simplesmente bombear mais quando não há requisitos técnicos para isso. Somos uma organização técnica, não vamos tomar decisões políticas ”, disse al-Mazrouei à Reuters.

Em entrevista separada à Bloomberg , o ministro da energia dos Emirados Árabes Unidos disse: “Isso deve ser suficiente”, referindo-se ao aumento mensal de 400.000 barris por dia (bpd) na produção coletiva do grupo OPEP +.

O líder de fato da OPEP e maior exportador de petróleo do mundo, a Arábia Saudita, também sinalizou – por meio de seu ministro da Energia, príncipe Abdulaziz bin Salman – que o ritmo de flexibilização dos cortes deve ser suficiente, já que um superávit está chegando no início do próximo ano.

Dois outros produtores de petróleo do Golfo, Kuwait e Omã, da OPEP – parte do grupo OPEP + mais amplo – também não veem um motivo para a aliança se precipitar e responder aos apelos dos consumidores.

Na semana passada, o ministro do petróleo do Iraque, Ihsan Abdul Jabbar Ismail, disse que a OPEP + não planeja mudar o ritmo de redução dos cortes de produção em sua próxima reunião no início de dezembro e revisaria o cronograma de produção no primeiro trimestre do próximo ano

Produção de etanol anidro cresce 22,3% no Nordeste, diz NovaBio

Com a safra 2021/22 em andamento, dados compilados pela Associação dos Produtores de Açúcar, Etanol e Bioenergia (NovaBio) sinalizam que a moagem de cana no Norte-Nordeste atingiu 28,67 milhões de toneladas no acumulado até 15 de novembro.

Valor do petróleo cai 2% e Petrobras ganha espaço para cortar preços no Brasil

O preço do barril de petróleo tipo brent atingiu os US$ 67,44 nesta quinta-feira, 2, o que representa uma queda de 2,08% em relação aos valores praticados na data anterior.

Abastecer com GNV rende quase o dobro que gasolina e etanol, aponta Abegás

Um levantamento da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) mostra que, atualmente, o Gás Natural Veicular (GNV) tem rendido quase o dobro da gasolina e do etanol.