Empresas estrangeiras poderão escolher áreas de petróleo que gostariam de comprar

Até então, apenas as brasileiras tinham esse direito.

Empresas petrolíferas estrangeiras vão poder indicar as áreas exploratórias e campos produtores dos seus interesses para que a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) coloque em leilão.

Até então, apenas as brasileiras tinham esse direito. A medida foi aprovada pela diretoria do órgão regulador nesta quinta-feira, 2, e será submetida aos agentes de mercado, em consulta pública.

As áreas indicadas pelas petrolíferas podem ser inseridas nos tradicionais leilões de concessão da ANP e também na modalidade de oferta permanente, em que as empresas informam quais desejam comprar e a agência abre uma ampla concorrência por essas áreas.

Hoje, estão excluídos da oferta permanente os ativos que não fazem parte do polígono do pré-sal, considerada a região mais nobre do litoral brasileiro, entre os Estados de Santa Catarina e Espírito Santo. A intenção do governo, no entanto, é, no futuro, incluir blocos de todo tipo, inclusive do polígono, nos leilões de oferta permanente.

“Com essa possibilidade (de permitir que as estrangeiras apontem as áreas de interesse), a ANP busca uma maior pluralidade na participação dos atores da indústria de petróleo e gás natural”, informou a reguladora, acrescentando que, para se inscrever em rodadas de licitações ou na oferta permanente, as empresas devem ser constituídas sob leis brasileiras.

Petróleo fecha em alta, apoiado por queda nos estoques dos EUA

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, 20. Apesar de abrirem em baixa com a previsão de aumento nos estoques do óleo dos Estados Unidos, os ativos operaram em geral no positivo e ganharam força quando o resultado foi de queda nos estoques.

Produção de etanol nos EUA sobe 6,2% na semana, para 1,096 milhão de barris/dia

A produção média de etanol nos Estados Unidos foi de 1,096 milhão de barris por dia na semana encerrada em 15 de outubro.

Iraque: o petróleo pode chegar a US $ 100 no próximo ano

Os preços do petróleo podem chegar a US $ 100 o barril durante o primeiro semestre de 2022 em meio a baixos estoques comerciais globais, disse o ministro do Petróleo do Iraque, Ihsan Abdul Jabbar Ismaael , na quarta-feira, conforme publicado pela Reuters.