Foto: Reuters

Investing.com – Os estoques de petróleo dos Estados Unidos tiveram uma alta inesperada na semana passada, quebrando uma sequência de oito semanas de redução, afirmou a Energy Information Administration (EIA) na quarta-feira (21).

Os estoques de petróleo tiveram um aumento de 2,108 milhões de barris na semana passada, em comparação com as expectativas dos analistas de uma queda de 4,466 milhões de barris.

Os estoques de destilado, que incluem diesel e óleo para aquecimento, mostraram um consumo de 1,349 milhões de barris na semana, contra as expectativas de um acúmulo de 557.000 barris, como demonstraram os dados da EIA.

Os estoques de gasolina caíram 121.000 milhões de barris na semana passada, segundo a EIA, em comparação com as expectativas de consumo de 1,043 milhões de barris.

Os números mais altos do petróleo bruto nos Estados Unidos vieram após oito semanas consecutivas de consumo, que removeram mais de 40 milhões de barris dos estoques, lançando o petróleo aos preços mais elevados em quatro anos.

O petróleo WTI, negociado em Nova York, tinha caído 7,5% para menos de US$ 67 por barril no início desta semana, seu pior preço de venda em 16 meses com preocupações sobre um aumento de produção anunciado pelo grupo de produtores Opep+, além de notícias do ressurgimento dos casos de Covid-19. No entanto, no pregão de quarta-feira, o WTI apresentava alta de quase 4%, pouco abaixo de US$ 70 por barril, no que parecia ser uma tendência de contrarrisco, apesar dos dados divulgados pela EIA.

“Bem, temos agora o primeiro aumento em estoque de petróleo dos EUA em nove semanas”, disse Barani Krishnan, analista do Investing.com. “Ainda assim, os preços do petróleo seguem na direção oposta, provavelmente porque já recuaram tanto nos últimos dias”.

“No entanto, em algum momento, mais relatos de aumento de estoques pelo EIA começarão a importar, especialmente se a variante delta começar a inibir o refino de gasolina. Por enquanto, a variante pode ser descartada como um exagero no fervor da reabertura, em Nova York e em outras cidades. Mas assim que as autoridades começam a reagir mais seriamente à ameaça, por exemplo, reintroduzindo o uso de máscaras e o distanciamento social, ou as empresas começam a mandar as pessoas trabalharem de novo em casa, isso não vai ser bom para os ânimos do mercado de petróleo”.

Os casos de Covid envolvendo a variante delta saltaram nas últimas semanas, levando alguns países, incluindo a Austrália e a Coreia do Sul, a reintroduzir medidas restritivas. No sábado, o Reino Unido relatou o maior número de casos diários de Covid-19 desde janeiro de 2021.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preço do litro do etanol só deve baixar em junho

Previsão é da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única); Alta demanda e baixa produção de etanol explicam aumento.

Estoque de petróleo aumentou 1,3 milhão de barris na semana passada, menos do que o esperado: EIA

Os estoques de petróleo dos EUA aumentaram um pouco menos do que o esperado na última semana, disse a Administração de Informação de Energia (EIA, na sigla em inglês) na quarta-feira (19).

Petrobras lança Fatos e Dados sobre diesel para explicar política de preço

A Petrobras (SA:PETR4) saiu em defesa da sua política de preços em relação ao diesel, combustível que está no topo das insatisfações dos caminhoneiros com o governo Jair Bolsonaro, e listou uma série de respostas para justificar eventuais aumentos concedidos ou que possam vir a ser feitos este ano, diante de preços de petróleo em franca recuperação.

Etanol: com bom preço, anidro é aposta de usinas para garantir mistura de 27%

O etanol anidro, que é misturado à gasolina, vem ganhando espaço na produção das usinas brasileiras. Nos três primeiros meses da safra 2021/22 de cana-de-açúcar, abril a junho, 35,54% do total fabricado no Centro-Sul foi anidro.