Estoques de petróleo dos EUA avançam pela primeira vez desde maio com aumento de importação, diz AIE

F© Reuters. Tanques para armazenamento de petróleo em Cushing, Oklahoma (EUA) 24/03/2016 REUTERS/Nick Oxford

(Reuters) – Os estoques de petróleo dos Estados Unidos avançaram na semana passada, quebrando uma série de oito semanas de recuos, com importações alcançando a máxima em um ano, afirmou a Administração de Informação sobre Energia (AIE) nesta quarta-feira.

Os estoques de petróleo avançaram 2,1 milhões de barris na semana encerrada em 16 de julho, para 439,7 milhões de barris, na comparação com as expectativas da pesquisa da Reuters de uma queda de 4,5 milhões de barris.

As importações de petróleo dos EUA na semana passada avançaram 7,1 milhões de barris por dia (bpd), a máxima desde julho de 2020, impulsionando as importações líquidas de petróleo para o maior nível desde dezembro, em 4,6 milhões bpd. As importações também recuaram 1,6 milhão bpd, com o diferencial do preço entre os futuros do petróleo dos EUA e do petróleo Brent diminuindo, tornando as exportações menos atraentes para compradores estrangeiros.

“Foi um relatório baixista, com certeza. Essa construção de petróleo foi obviamente uma surpresa impulsionada por um aumento nas importações – acho que os preços mais altos atraíram alguns barris – e uma queda nas exportações”, disse John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova Iorque.

Apesar dos analistas considerarem o relatório de baixa, os preços do petróleo subiram com as notícias. O petróleo dos EUA subiu 2,70 dólares, ou 4%, máxima do dia, em 69,89 dólares por barril, a partir das 10:49 am EDT (14h49 GMT). Já o Brent avançou 2,49 dólares o barril, ou 3,6%, para 71,84 dólares.

Os estoques de gasolina dos EUA recuaram 121 mil barris, comparado com a previsão de queda de 1 milhão de barris. Os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo para aquecimento, recuou 1,3 milhão de barris na semana, versos expectativas de um avanço de 557 mil barris.

Fonte: Reuters

Petróleo fecha em alta com foco em restrição de oferta, apesar de dólar forte

O petróleo fechou em alta nesta terça-feira, 26, com o foco dos investidores voltado para a crise energética que tem elevado o preço do barril recentemente. A demanda pela commodity aumentou com a reabertura econômica e também devido à escassez de gás natural no mercado. No entanto, a oferta não tem sido capaz de compensar a maior procura.

Caminhoneiros protestam em rodovia no Pará contra reajustes do diesel

Caminhoneiros bloquearam parcialmente a rodovia BR-316, na região metropolitana de Belém, na manhã desta terça-feira (26). Dentre as reivindicações dos manifestantes, está a política de preços do óleo diesel no país.

Gestores de dinheiro estão jogando seu peso por trás da alta do preço do petróleo

A perspectiva de o petróleo Brent chegar a US $ 90 por barril está se tornando cada vez mais realista, e o West Texas Intermediate ontem atingiu o nível mais alto desde 2014. Isso está alimentando um forte sentimento de alta no mercado de petróleo.