ETANOL/CEPEA: com retração vendedora, preços seguem em alta

Cepea/Esalq – Incertezas quanto aos efeitos adversos do clima sobre as lavouras de cana-de-açúcar continuam influenciando o comportamento do segmento vendedor. Na última semana, poucas usinas estiveram ativas no mercado, e os preços dos etanóis no estado de São Paulo subiram em quase todos os dias do período. Nas distribuidoras, houve diminuição do volume negociado, especialmente de etanol hidratado. Entre 9 e 13 de agosto, o Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado fechou a R$ 3,1382/litro, avanço de 3,51% frente ao da semana anterior.

No caso do anidro, o Indicador CEPEA/ESALQ foi de R$ 3,5733/litro, alta de 3,11%, no mesmo comparativo. Nessa tendência de alta de preços, levantamento do Cepea mostra que, no acumulado da atual safra (de abril/21 até a semana passada), o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado registra alta de 35,5%, em termos nominais, e o do anidro, de 41,5%.

Com o anidro se valorizando um pouco mais que o hidratado, a diferença entre os preços médios desses biocombustíveis está em 14,7% na parcial da temporada, contra 13,4% no mesmo período de 2020 e 12,6% na parcial da safra de 2019. Segundo pesquisadores do Cepea, a menor competitividade do etanol hidratado frente à gasolina C nos postos também influencia esse movimento.

Petróleo fecha em alta, apoiado por queda nos estoques dos EUA

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, 20. Apesar de abrirem em baixa com a previsão de aumento nos estoques do óleo dos Estados Unidos, os ativos operaram em geral no positivo e ganharam força quando o resultado foi de queda nos estoques.

Produção de etanol nos EUA sobe 6,2% na semana, para 1,096 milhão de barris/dia

A produção média de etanol nos Estados Unidos foi de 1,096 milhão de barris por dia na semana encerrada em 15 de outubro.

Iraque: o petróleo pode chegar a US $ 100 no próximo ano

Os preços do petróleo podem chegar a US $ 100 o barril durante o primeiro semestre de 2022 em meio a baixos estoques comerciais globais, disse o ministro do Petróleo do Iraque, Ihsan Abdul Jabbar Ismaael , na quarta-feira, conforme publicado pela Reuters.