Dados do Cepea mostram forte crescimento de 69,5% no volume de hidratado comercializado entre 24 e 28 de maio em São Paulo. Alguns agentes acreditam, inclusive, que o feriado de Corpus Christi desta semana possa ter motivado novas aquisições por parte de distribuidoras.

Quanto aos preços, entre 24 e 28 de maio, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado fechou a R$ 2,8783/litro, recuo de 1,11% frente ao período anterior. No caso do etanol anidro, a média ficou estável (-0,12%) no mesmo comparativo, com o Indicador CEPEA/ESALQ fechando em R$ 3,4079/litro.

Fonte: Cepea/Esalq

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Combustíveis em alta: Etanol aumenta mais que gasolina e aperta competitividade

Enquanto o preço do renovável subiu 0,66%, o do correspondente fóssil elevou 0,21%; relação entre os combustíveis aumentou para 66%

Preços do petróleo caem com aumento de estoques nos EUA e preocupações com pandemia

Os preços de petróleo recuavam nesta quinta-feira, ampliando as perdas para a terceira sessão seguida, em meio a um aumento inesperado dos estoques nos Estados Unidos e com um salto nos casos de Covid-19 na Índia e no Japão, que geraram preocupações quanto à recuperação da demanda.

Os Futuros do Petróleo subiram durante a sessão dos Estados Unidos

Na Bolsa Mercantil de Nova York, Os Futuros do Petróleo em Março foram negociados na entrega a US$ 52,66 por barril no momento da escrita, subindo 0,75%.

Fabricantes pedem preço recorde pelo biodiesel no L79

As distribuidoras já podem ir se preparando porque o preço do biodiesel vai subir – e bastante – nos próximos meses. Foi encerrada agora há pouco a Etapa 2 do 79º Leilão de Biodiesel (L79), processo que vai negociar o biocombustível que será usado para garantir a demanda do B13 durante o terceiro bimestre. Em média, os fabricantes estão pedindo R$ 7.293,65 por cada um dos 1,52 milhão de m³ que colocaram à disposição do mercado.