Foto: Divulgação

Os preços do etanol subiram de maneira generalizada no país na última semana, segundo o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em Mato Grosso, no entanto, mesmo com os aumentos, o biocombustível ficou mais competitivo que a gasolina.

Nos postos mato-grossenses, o preço do etanol chegou a R$ 4,143 o litro na semana encerrada no dia 17, uma alta de 2,86% em relação à semana anterior. O valor correspondeu a 69,4% do cobrado pela gasolina, abaixo da paridade técnica de 70%, válida para a maior parte da frota flex brasileira. Em veículos mais novos, porém, o nível de equivalência energética já é ligeiramente maior.

Na última semana, os preços do etanol subiram em 21 Estados e caíram em outros quatro e no Distrito Federal. Não houve pesquisa no Amapá. O movimento acompanhou a alta da gasolina ocorrida em todo o país.

Em São Paulo, maior polo de consumo, o preço médio subiu 0,66%, para R$ 4,097 o litro, o equivalente a 74,7% do valor da gasolina. Em Minas Gerais, segundo maior consumidor de etanol, a correlação foi menor, de 72%, mesmo com a alta de 0,79% no biocombustível, que ficou em média em R$ 4,332 o litro nos postos mineiros.

Os preços do etanol aos produtores do biocombustível têm permanecido em patamares entre R$ 2,80 e R$ 3,00 o litro desde maio. Na semana passada, eles ficaram em R$ 2,9618 o litro, de acordo com o indicador Cepea/Esalq para as usinas paulistas.

Autor/Veículo: Valor Econômico

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preços do petróleo sobem com perspectivas da IEA sobre melhora na demanda

Os preços do petróleo subiam nesta quarta-feira, apoiados em sinais de uma rápida recuperação econômica e previsões otimistas para a demanda por energia em meio a campanhas de vacinação contra a Covid-19, embora ondas de infecções na Índia e no Brasil tenham limitado os ganhos.

Raízen adquire negócio de lubrificantes da Shell no Brasil

A Raízen, controlada da Cosan (CSAN3), anunciou a aquisição da totalidade do negócio de lubrificantes da Shell no Brasil.

Preço dos combustíveis terá de ser mais transparente, diz secretária

A Secretária Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, Juliana Domingues, destacou hoje (19) a importância do Decreto 10.634, de fevereiro deste ano, que dispõe sobre a divulgação de informações aos consumidores referentes aos preços dos combustíveis automotivos.