Expectativa de demanda enfraquecida pelo etanol preocupa usinas

O dia foi de preços de estáveis a mais altos para o etanol no mercado físico paulista. Em Ribeirão Preto, o etanol hidratado seguiu em R$ 3,88 o litro. Já o anidro ficou em R$ 3,95 o litro, com alta de 0,51%.

Segundo o analista de Safras & Mercado, Maurício Muruci, o recente relatório da UNICA sobre as vendas de etanol hidratado no mercado interno durante a primeira metade de agosto acabou sendo “um balde de água fria na ponta vendedora do mercado”.

Projetado para o final do mês, as vendas tendem a mostrar o fim e agosto com uma demanda média de 1,35 bilhão de litros, sendo o menor nível desde abril do ano passado.

“Além disso, os recentes movimentos de alta do petróleo em Londres, que vem sido seguidos pela desvalorização do real frente ao dólar, devem resultar em novas altas na gasolina que pouco devem ser aproveitadas pelo hidratado, visto que as vendas se mostram baixas exatamente por não haver competitividade do biocombustível frente a gasolina desde abril deste ano. Um dos poucos pontos de apoio aos preços do hidratado são as perdas da safra atual e o rápido declínio da curva quinzenal de oferta a ser observada nas próximas quinzenas”, assinalou Muruci.

Fonte: Agência Safras – retirado do Portal Canal Rural

IBP critica mudanças regulatórias na venda de combustíveis

Representante das grandes distribuidoras de combustíveis, o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) se posicionou a favor da manutenção do atual modelo de funcionamento do mercado de revenda de derivados de petróleo.

Estes são os postos de combustíveis populares e preferidos por brasileiros

Os postos de combustível Petrobras BR, Ipiranga e Shell são as marcas com maior índice de popularidade entre os brasileiros, é o que aponta um estudo realizado pela empresa de pesquisa de satisfação e NPS (Net Promoter Score) SoluCX: as marcas foram citadas por 73,2%, 72,8% e 69,1% dos respondentes da pesquisa, respectivamente.

Guerra política no Brasil e economia mundial devem manter preço da gasolina nas alturas

Economistas dizem que toda vez que o discurso golpista avança, desconfiança cresce e dólar sobe, elevando o preço dos combustíveis. Motoristas de aplicativo dizem que serviço já não compensa diante dos custos.