Foto: Divulgação

O preço da gasolina praticado pela Petrobras nas refinarias atualmente tem uma defasagem de 13% em relação aos preços internacionais, aponta a modelagem da Ativa Investimentos. Segundo a Ativa, mesmo com a recente apreciação do real frente ao dólar, a alta do preço do barril de petróleo no mercado internacional tem contribuído para a defasagem.

“A potencial elevação de reajuste já se mantém a bastante tempo e, ao que tudo indica, a Petrobras tem aguardado um pouco mais de tempo antes de mitigar o diferencial de preços”, diz o economista da Ativa, Guilherme Sousa.
Atualmente, os preços médios gasolina da Petrobras nas refinarias é R$ 2,64 por litro, após o último reajuste, em 15 de abril.

Autor/Veículo: Valor Investe

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Recuperação da demanda por combustíveis na América Latina será gradual e lenta, aponta Platts

A demanda por gasolina e diesel na América Latina está aumentando gradualmente, mas ainda é lenta, aponta relatório da S&P Global Platts.

Petróleo segue volátil, chegando a cair 4% apesar da confusão em Suez

A volatilidade do petróleo não está diminuindo, apesar do risco para o comércio global causado pelo congestionamento de petroleiros no Canal de Suez.

TST diz que greve na Petrobras é ilegal e que petroleiros devem voltar ao trabalho

Com 17 dias de duração, essa é a maior greve da categoria desde 1995