O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou em entrevista a José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, que o governo quer regulamentar até outubro a venda direta de etanol. Assim que isso acontecer, os produtores poderão fornecer diretamente aos postos, sem intermediários.

Segundo Bento Albuquerque, a expectativa é que o consumidor seja beneficiado com a redução do preço nas bombas.

O ministro disse também que a queda no consumo de energia elétrica durante a pandemia, que chegou a 20%, hoje está em 5%.

Ainda de acordo com ele, os leilões de petróleo, gás e energia elétrica serão retomados em breve, com um cronograma para os próximos três anos. O interesse dos investidores estrangeiros no plano de negócios tem sido grande, afirma Bento Albuquerque.

Segurança jurídica e previsibilidade são fatores apontados como fundamentais pelo ministro para o sucesso dos leilões. Para ele, esse é mais um sinal de reativação consistente da atividade econômica.

Fonte: Band.com

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Opep+ sob pressão para mudar plano de aumentar produção

Quando a Opep e aliados se reuniram no mês passado, o ministro de Energia…

Venda de combustível cai 2% em setembro na comparação anual, diz Plural

Os volumes de combustíveis vendidos pelas principais distribuidoras do País apresentaram queda…

Opep acentua projeção de queda para demanda global de petróleo em 2020

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) acentuou hoje sua projeção para a queda da demanda global pela commodity este ano para 9,07 milhões de barris por dia (bpd).