(Imagem: Money Times/ Gustavo Kahil)

Forte safra agrícola e aumento do transporte de produtos industrializados são vistos como principais fatores para o crescimento

O presidente da Ipiranga, Marcelo Araujo, disse que está “um pouco mais otimista” com o mercado de combustíveis no Brasil. Segundo ele, a empresa projeta um crescimento de cerca de 1% no consumo, no país, em relação a 2019 – ano pré-pandemia.

O carro-chefe desse aumento, afirmou o executivo, será a demanda por diesel. A previsão da distribuidora é de que as vendas do derivado podem crescer 8% este ano, na comparação com 2019.

Araújo cita que o crescimento dos combustíveis será puxado por fatores como a forte safra agrícola; aumento do transporte de produtos industrializados, devido ao fortalecimento do e-commerce; e a recuperação mais rápida da modalidade do que o previsto anteriormente.

Fonte: Valor Econômico

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Demanda por combustíveis cresce 2% em 2021, mas etanol tem ganho de 1%

O consumo de combustíveis do ciclo Otto chegou a 16,05 bilhões de litros no acumulado de janeiro a abril de 2021. O valor, calculado em gasolina equivalente, representa um crescimento de 2% ante o mesmo período do ano passado, quando o país enfrentava os impactos iniciais da pandemia de covid-19.

Petrobras aumenta gasolina em 10%; no acumulado do ano, queda ainda é de 24%

A Petrobras (SA:PETR4) elevará os preços médios da gasolina em suas refinarias em 10% a partir de terça-feira.

Bolsonaro diz que conversa com Guedes e Bento sobre preço de combustíveis e gás de cozinha

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira ter conversado durante toda a semana com os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, da Economia, Paulo Guedes, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, a respeito do preço dos combustíveis e do gás de cozinha.

Vendas de etanol por usinas do centro-sul crescem 5,3% na 1ª quinzena, diz Unica

A vendas de etanol pelas unidades produtoras do centro-sul alcançaram 1,29 bilhão de litros nos primeiros 15 dias de fevereiro, aumento de 5,32% sobre a mesma quinzena de 2020.