Litro do diesel ultrapassa R$ 6 em postos do Norte e do Centro-Oeste, diz ANP

O preço do óleo diesel já ultrapassa os R$ 6 o litro em algumas localidades do Centro-Oeste e Norte do Brasil, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Nas demais regiões, já não é possível encontrar o combustível abaixo dos R$ 4/litro, segundo dados da agência referentes à semana de 18 a 24 de julho.

Na região Sudeste, o preço médio no período ficou em R$ 4,554/l e no Nordeste em R$ 4,688/l. Já no Sul, o preço médio ficou em R$ 4,425/l,o mais baixo do País. No Centro-Oeste o preço médio do diesel na semana passada ficou em R$ 4,756 e, no Norte, de R$ 4,817, o mais elevado do Brasil.

A alta do diesel, junto com o preço do frete, levaram os caminhoneiros a prometerem uma greve para o dia 25 de julho, que não teve adesão expressiva e não chegaram a fechar rodovias, como ocorreu na greve de 2018. De acordo com o presidente do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), Plínio Dias, que organiza o movimento, a paralisação segue por tempo indeterminado.

As principais reivindicações dos caminhoneiros são o cumprimento do piso mínimo do frete rodoviário, a mudança na política de preços da Petrobras para combustíveis e a aposentadoria especial a partir de 25 anos para os caminhoneiros.

Fonte: Agência Estado

IBP critica mudanças regulatórias na venda de combustíveis

Representante das grandes distribuidoras de combustíveis, o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) se posicionou a favor da manutenção do atual modelo de funcionamento do mercado de revenda de derivados de petróleo.

Estes são os postos de combustíveis populares e preferidos por brasileiros

Os postos de combustível Petrobras BR, Ipiranga e Shell são as marcas com maior índice de popularidade entre os brasileiros, é o que aponta um estudo realizado pela empresa de pesquisa de satisfação e NPS (Net Promoter Score) SoluCX: as marcas foram citadas por 73,2%, 72,8% e 69,1% dos respondentes da pesquisa, respectivamente.

Guerra política no Brasil e economia mundial devem manter preço da gasolina nas alturas

Economistas dizem que toda vez que o discurso golpista avança, desconfiança cresce e dólar sobe, elevando o preço dos combustíveis. Motoristas de aplicativo dizem que serviço já não compensa diante dos custos.