Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Mato Grosso do Sul irá, mais uma vez, zerar a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina entre os dias 1º e 15 de maio.   

A medida é realizada por meio de uma articulação entre o Governo do Estado e o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniências (Sinpetro-MS).  

Segundo o sindicato, o mecanismo tem o objetivo de frear aumentos do combustível, que tem sofrido diversos reajustes anunciados pela Petrobras nas refinarias.  

De acordo com pesquisa realizada e divulgada dia 17 deste mês pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina gira em torno de em R$ 5,54 e a aditivada a R$ 5,68.

Quando houve o primeiro período de redução em fevereiro deste ano, o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo, explicou que o único mecanismo que o Estado pode fazer para ajudar o consumidor é zerar o tributo neste período de 15 dias.  

Porém, o secretário voltou a reforçar que os reajustes nos preços são realizados pela Petrobras e em caso de novos aumentos o Governo do Estado não conseguirá executar ações para amenizar o impacto dos valores para o consumidor. 

Fonte: Correio do Estado

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preço do etanol é mais vantajoso que o da gasolina em 4 estados, diz ANP

Os preços médios do etanol na semana encerrada no sábado (14) mostraram-se…

O que Esperar destes 2 Grandes Consumidores e 2 Produtores Globais de Petróleo

Os mercados de petróleo, assim como o resto da economia global, continuam voltando à atividade normal pré-Covid.

Petróleo fecha em alta, revertendo perdas de ontem com ajuda do câmbio

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta, impulsionados pela desvalorização do dólar ante a maioria das moedas, que torna os preços da commodity mais atraentes.

Preço médio do etanol cai na semana em 17 estados e no DF, diz ANP

Os preços médios do etanol hidratado caíram em 17 Estados e no Distrito Federal (DF) na semana encerrada no sábado (30) ante o período anterior.