Biodiesel em alta (Crédito: Arquivo/Dinheiro Rural)

Foi definido há pouco pelo governo federal que a mistura de biodiesel continuará sendo de 10% no 4º bimestre deste ano. Fontes ouvidas por BiodieselBR.com informaram que a decisão foi tomada pelo governo federal.

Assim o 80º Leilão de Biodiesel da ANP terá desde o início do seu edital o B10 como objeto de compra, e não B13 como os produtores de biodiesel esperavam. Este será o segundo leilão seguido com redução de 3 pontos percentuais na mistura obrigatória. A alta nos preços dos óleos vegetais nos mercados globais teria sido motivo que levou o governo a tomar essa decisão.

A manutenção da mistura reduzida contraria a informação anterior expressa na nota conjunta do Ministério de Minas e Energia (MME) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) de que o corte seria momentâneo e restrito ao Leilão 79. O MME ainda reiterou essa informação para BiodieselBR.com.

Hoje, às 19 horas, haverá uma reunião do governo com representantes dos produtores de biodiesel onde o setor será comunicado oficialmente sobre a decisão.

Com a redução para B10, a demanda de biodiesel para o 4º bimestre do ano fica reduzida em cerca de 300 mil m³. O L80 deve acontecer na semana do dia 07 de junho.

Os produtores temem que a manutenção da mistura reduzida coloque a cadeia numa espiral negativa em relação à disponibilidade de matéria-prima no mercado interno.

Miguel Angelo Vedana – BiodieselBR.com

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Brasilcom pede ao Cade suspensão temporária da venda de refinarias da Petrobras

A Associação das Distribuidoras de Combustíveis (Brasilcom) propôs ao órgão antitruste Cade…

Brasil vai produzir gasolina com mesma qualidade dos EUA e Europa

A partir de agosto, combustível seguirá novas especificações. Preço será mais caro, o que deve ser compensado por consumo menor, diz diretora da Petrobras

Governo estuda iniciativas para venda direta de etanol para postos de combustíveis

Alternativas são Medida Provisória (MP), para unificar cobrança do PIS/Confins sobre o biocombustível, e criar a figura da usina-distribuidora por meio de resolução da ANP