Foto: RAFAELA FELICCIANO-METRÓPOLES

Apesar da disparada de casos do novo coronavírus no país em março, para níveis bem mais alarmantes do que um ano atrás, e de novas medidas de restrição à locomoção em diversos municípios, as vendas de etanol realizadas pelas usinas do Centro-Sul tanto para abastecimento direto nos tanques nos tanques dos veículos (hidratado) como para mistura à gasolina (anidro) foram duas vezes maiores que no mesmo mês do ano passado, quando a pandemia foi decretada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para continuar lendo, clique aqui.

Autor/Veículo: Valor Econômico

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Quem estiver comprando coisas da Petrobras é melhor ter medo, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva alertou nesta quarta-feira que as empresas que estão “comprando coisas da Petrobras (SA:PETR4)” deveriam ficar com medo, porque muito pode ser mudado caso o PT volte ao governo.

Crise de postos de gasolina afeta produtores de etanol no Brasil

A queda das vendas de combustíveis que afeta postos de gasolina também atinge produtores de etanol no Brasil.

ETANOL/CEPEA: Preços do hidratado continuam firmes em SP

O preço do etanol hidratado seguiu firme no segmento produtor no estado de São Paulo na semana passada. Distribuidoras consultadas pelo Cepea diminuíram o ritmo das aquisições, trabalhando na retirada de produtos adquiridos anteriormente.