A operação, batizada de Sem Limites IV, visa aprofundar as investigações sobre alegadas práticas criminosas cometidas na antiga Diretoria de Abastecimento da Petrobras (Imagem: REUTERS/ Paulo Whitaker)

Polícia Federal cumpre nesta terça-feira sete mandados de busca e apreensão contra funcionários e ex-funcionários da Petrobras (PETR4) que estariam envolvidos em supostas fraudes na comercialização de combustíveis, informaram a PF e o Ministério Público Federal (MPF).

Cinco mandados estão sendo cumpridos na cidade do Rio de Janeiro e dois em Niterói.

A operação, batizada de Sem Limites IV, visa aprofundar as investigações sobre alegadas práticas criminosas cometidas na antiga Diretoria de Abastecimento da Petrobras, especificamente na Gerência Executiva de Marketing e Comercialização.

Segundo as investigações, haveria nessa área da Petrobras uma organização criminosa responsáveis pela prática de crimes envolvendo a negociação de óleos combustíveis e derivados entre a estatal e trading companies estrangeiras.

“Os alvos são funcionários e ex-funcionários da Petrobras lotados no Brasil e no exterior que, de 2005 a 2015, teriam recebido cerca de 12 milhões de reais para beneficiar empresa estrangeira em 61 operações de comércio internacional de diesel e querosene de aviação realizadas pelos escritórios da Petrobras em Londres, Cingapura e Houston, as quais envolveram a compra e venda de mais de 3,3 bilhões de litros de combustíveis”, disse o MPF em nota.

Dois acordos de colaboração premiada firmados por um ex-funcionário da estatal e um empresário foram o ponto de partida das investigações.

“Com base nos relatos, em evidências apresentadas e análise de provas já existentes, identificou-se que ao menos seis agentes públicos, até então desconhecidos das investigações, tiveram participação direta no esquema ilícito perpetrado nas operações de trading da Petrobras”, disse a PF em nota.

“Um dos funcionários, que até hoje se encontra empregado e em exercício na estatal, trabalhava diretamente na área logística da Diretoria de Abastecimento e era responsável, por vezes, em gerar artificialmente demandas que justificassem novas operações comerciais de compra e venda pela Petrobras junto às tradings companies estrangeiras”, acrescenta a nota.

Os investigados responderão pela prática, dentre outros, dos crimes de corrupção passiva, organização criminosa e de lavagem de dinheiro.

Procurada, a Petrobras informou que estava apurando os fatos para poder se manifestar.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Opep+ sob pressão para mudar plano de aumentar produção

Quando a Opep e aliados se reuniram no mês passado, o ministro de Energia…

Consumo pressiona e etanol cai quando a gasolina perde competitividade

Na semana em que a gasolina teve novo reajuste (quinta, 26), de…

Petróleo dos EUA atinge US$ 10, capacidade de armazenamento em risco; entenda

Os mercados de petróleo estavam em baixa na segunda-feira (20), caindo para mínimas de 1999.

Preço médio da gasolina nas bombas cai pela 8ª semana seguida, diz ANP

O diesel também caiu, registrando sua 6ª semana de queda; já o valor do etanol subiu, interrompendo uma sequência de 9 baixas.