O consumo de petróleo dos EUA caiu para o mínimo de 25 anos em 2020

O consumo de petróleo nos Estados Unidos caiu para 18,1 milhões de barris por dia (bpd) no ano passado, o nível mais baixo em 25 anos, disse a Administração de Informações de Energia (EIA) na quinta-feira.

O consumo de petróleo no setor de transporte despencou em um recorde de 15 por cento em 2020 em comparação com o ano anterior. O consumo de petróleo diminuiu em todos os setores consumidores de energia, disse o EIA em novas estimativas de consumo de produtos petrolíferos dos EUA por fonte e setor no ano passado.

Bloqueios e outras medidas para conter a COVID nos Estados Unidos em 2020 foram a principal razão para o menor consumo de petróleo, especialmente no setor de transporte, onde o consumo de gasolina, diesel e combustível de aviação despencou.

O consumo do produto de petróleo mais consumido nos Estados Unidos, a gasolina para motores, caiu 14%, para 8 milhões de bpd no ano passado, que foi o menor nível de consumo de gasolina no país desde 1997, mostraram os dados da EIA. A gasolina foi responsável por até 44% do consumo total de petróleo nos Estados Unidos no ano passado. O setor de transporte responde por 96% do consumo de gasolina para motor, enquanto os setores industrial e comercial consomem o restante.

O consumo de óleo diesel também caiu, em 8 por cento em 2020 em comparação com 2019.

O diesel foi responsável por 21% do consumo de petróleo nos Estados Unidos no ano passado. Normalmente, mais de três quartos de todo o combustível diesel é usado por caminhões, navios e trens no setor de transporte.

O consumo de combustível de aviação teve o declínio mais acentuado, de 62 por cento, para os níveis vistos pela última vez em 1983. O combustível de aviação e a gasolina de aviação representaram 6 por cento do consumo total de petróleo nos Estados Unidos no ano passado.

No geral, as estimativas da EIA mostraram no mês passado que o consumo de petróleo, gás natural e carvão dos EUA caiu 9 por cento em 2020, atingindo o nível mais baixo desde 1991 e marcando a maior redução anual no consumo de combustível fóssil dos EUA em termos absolutos e percentuais desde pelo menos 1949. A demanda por produtos petrolíferos, que respondiam por 44% do consumo de combustível fóssil nos Estados Unidos, despencou 13% no ano passado em comparação com 2019.

IBP critica mudanças regulatórias na venda de combustíveis

Representante das grandes distribuidoras de combustíveis, o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) se posicionou a favor da manutenção do atual modelo de funcionamento do mercado de revenda de derivados de petróleo.

Estes são os postos de combustíveis populares e preferidos por brasileiros

Os postos de combustível Petrobras BR, Ipiranga e Shell são as marcas com maior índice de popularidade entre os brasileiros, é o que aponta um estudo realizado pela empresa de pesquisa de satisfação e NPS (Net Promoter Score) SoluCX: as marcas foram citadas por 73,2%, 72,8% e 69,1% dos respondentes da pesquisa, respectivamente.

Guerra política no Brasil e economia mundial devem manter preço da gasolina nas alturas

Economistas dizem que toda vez que o discurso golpista avança, desconfiança cresce e dólar sobe, elevando o preço dos combustíveis. Motoristas de aplicativo dizem que serviço já não compensa diante dos custos.