Imagem: Divulgação

Cálculos da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) apontam que a oferta de Créditos de Descarbonização (CBIOs) para as distribuidoras deve ser 15% acima da meta estabelecida pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) em 2020, superando 18 milhões de títulos. O número considera o volume de etanol certificado que deve ser comercializado nas próximas semanas.

No dia 19 de novembro, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) anunciou que a Plataforma CBIOs havia validado 15 milhões de CBIOs, valor que supera a marca de 14,9 milhões de CBIOs necessários para o cumprimento das metas de descarbonização estabelecidas para os anos de 2019 e 2020 no âmbito da Política Nacional de Biocombustíveis – RenovaBio.

Até o momento, o sistema da B3 aponta que 8,6 milhões de CBIOs já foram comprados por distribuidoras e outros 6,3 milhões de títulos estão disponíveis no mercado.

“O fato de o RenovaBio estar sendo bem-sucedido em um ano como este comprova o comprometimento dos produtores de biocombustíveis e do Governo Federal com a descarbonização e o combate às mudanças climáticas. Trata-se de uma conquista da sociedade brasileira como um todo, com reflexos para todo o mundo”, avalia Evandro Gussi, presidente da UNICA.

“Precisamos destacar o trabalho sério realizado pelo Ministério de Minas e Energia, pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e pelo Conselho Nacional de Política Energética na implementação da política e no processo de adequação das metas de descarbonização para a nova realidade trazida pela pandemia”, complementa Gussi.

RenovaBio

A Política Nacional de Biocombustíveis – RenovaBio foi desenhada para atingir parte das metas de redução de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) estipuladas pelo Brasil no âmbito do Acordo de Paris. O programa compara a pegada de carbono dos diferentes biocombustíveis em seu ciclo de vida (da produção à queima no veículo) para mensurar a redução de emissões proporcionada frente à alternativa fóssil e estabelece metas decenais de descarbonização, que são cumpridas com o aumento do uso de combustíveis renováveis e a comercialização de créditos de carbono (CBIO). A meta compulsória para a parte obrigada para 2020 é de 14,5 milhões de CBios.

Fonte: UNICA

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petrobras confirma redução do preço do diesel em 10% a partir de segunda

Inicialmente, a informação havia partido da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom)

Preços do petróleo sobem por otimismo com estímulos antes da posse de Biden

Os preços do petróleo acompanharam os mercados acionários norte-americanos e avançaram nesta terça-feira, antes da posse de Joe Biden como presidente dos Estados Unidos.

Opep+ começa reuniões para avaliar novas medidas de apoio ao mercado de petróleo

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e aliados começaram nesta…

Petróleo sobe com expectativa de mais estímulos nos EUA, cortes na Arábia Saudita

Investing.com – Os preços do petróleo bruto subiam nesta quinta-feira (7), com…