A Rússia e o Cazaquistão foram autorizados a realizar leves incrementos em sua produção dentro do acordo (Imagem: REUTERS/Ramzi Boudina)

A Opep e seus aliados concordaram em estender seus cortes de oferta de petróleo por um mês até abril, dando pequenas isenções à Rússia e ao Cazaquistão, disseram fontes, após entenderem que a recuperação da demanda em meio à pandemia de coronavírus ainda é frágil, apesar de uma recente alta do preço do petróleo.

Duas fontes da Opep+ disseram à Reuters que a líder da Opep, Arábia Saudita, também se ofereceu para estender seus cortes voluntários de produção de petróleo de 1 milhão de barris por dia (bpd) por um mês até abril.

A notícia empurrou os preços do petróleo de volta para seus níveis mais altos em mais de um ano, com o Brent sendo negociado com alta de 5%, acima de 67 dólares por barril, já que o mercado esperava que a Opep+ liberasse um aumento de oferta.

A Opep+ cortou a produção em um recorde de 9,7 milhões de bpd no ano passado, devido ao colapso da demanda devido à pandemia.

Em março, o grupo ainda restringia a oferta em cerca de 7 milhões de bpd, cerca de 7% da demanda mundial. O corte voluntário da Arábia Saudita eleva o total para cerca de 8 milhões de bpd.

Tanto o ministro saudita de Energia, príncipe Abdulaziz bin Salman, quanto o vice-primeiro-ministro russo Alexander Novak, peças chaves do grupo Opep+, pediram cautela quando a reunião começou nesta quinta-feira.

“A incerteza em torno do ritmo de recuperação não diminuiu”, disse o ministro saudita. “Correndo o risco de soar como um disco travado, eu recomendaria mais uma vez cautela e vigilância.”

Novak, da Rússia, ecoou esses comentários, dizendo que o mercado de petróleo não se recuperou totalmente e novas infecções por coronavírus ainda criam incertezas.

Fontes da Opep+ disseram que a Rússia teve permissão para aumentar a produção em 130 mil bpd em abril e o Cazaquistão em outros 20 mil bpd.

A Rússia tem insistido em aumentar a produção para evitar que os preços aumentem ainda mais e deem apoio à produção de petróleo “shale” dos Estados Unidos, que não faz parte da Opep+.

Mas o governo russo não conseguiu aumentar a produção em fevereiro, apesar de ter obtido aval da Opep+, porque o inverno rigoroso atingiu suas operações em campos maduros. Novak disse que a Rússia precisa de barris extras para atender à demanda em recuperação no país.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petrobras pisa no freio e adia venda de ações remanescentes da BR distribuidora

Postado em 23 de Setembro de 2020 As incertezas que rondam a…

Interrupção do leilão de biodiesel impediu que os preços caíssem, diz Abiove

A interrupção precoce do 79º leilão de biodiesel, realizada pela reguladora ANP nesta semana a pedido do Ministério de Minas e Energia, impediu que os preços do biocombustível caíssem com o desenvolvimento do certame, afirmou nesta quinta-feira a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Importação de petróleo pela China cresce em setembro após alívio de congestionamento em portos

As importações de petróleo bruto pela China aumentaram 2,1% em setembro em relação ao mês anterior, já que…

Ajuda ao etanol: Economia vai elevar tributo e taxar importação de gasolina

Medidas foram acertadas durante reunião realizada na noite desta quinta-feira, 30; expectativa é de que anúncio da decisão seja feito nesta sexta, 1º