Com o acordo, fechado após dois dias de negociações, a cotação do petróleo chegou a atingir o maior nível em 10 meses em Nova York (Imagem: Divulgação/ Opep)

A Opep+ chegou a um acordo para reduzir a oferta de petróleo no mês que vem. E a Arábia Saudita carregará o maior fardo dos cortes na produção, enquanto outros países não farão mudanças ou terão um pequeno aumento, disseram os delegados.

Com o acordo, fechado após dois dias de negociações, a cotação do petróleo chegou a atingir o maior nível em 10 meses em Nova York.

Ao que parece, o pacto deu à maioria dos membros do grupo o que queriam – o suporte para os preços desejado pela Arábia Saudita e o aumento da produção exigido pela Rússia.

A Arábia Saudita não divulgou o tamanho de sua redução extra, disseram os delegados, que não quiseram ser identificados.

A última vez que o reino fez um corte unilateral, em junho do ano passado, retirou do mercado mais 1 milhão de barris diários em oferta.

Em contraste, a Rússia e o Cazaquistão terão permissão para aumentar a produção em fevereiro em 75 mil barris por dia no total, disseram os delegados. É um aumento simbólico para os dois maiores produtores da aliança que não fazem parte da Opep.

O restante dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados estavam perto de um consenso para manter a produção estável em fevereiro, disseram os delegados.

Com as propostas, a oferta no mercado global será menor em fevereiro do que operadores esperavam antes desta semana.

Fonte: Bloomberg

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petrobras aumenta preços do diesel e gasolina nas refinarias

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) – A Petrobras aumentará o preço da…

Petrobras aumenta preço do gás de cozinha em cerca de 5%

GLP ficará mais caro a partir deste sexta

Produção de etanol do Brasil bate recorde anual meses antes do fim da safra

Na atual temporada, usinas da região centro-sul do país fabricaram 31,72 bilhões de litros de etanol, cerca de 790 milhões de litros a mais que no período anterior.

Avanço da covid pode impactar nos preços do etanol no Brasil

Possível lockdown em outros países e incertezas em relação a vacina contra…