A Petrobras  (PETR3;PETR4) informou às distribuidoras que vai reduzir, a partir de sábado, 28, nas suas refinarias, o preço da gasolina em 5%. Esta é a quarta queda do combustível no mês de março. O diesel também sofreu reajuste, com queda de 3%, e o bunker (diesel marítimo) de queda de 3,1%.

O diesel utilizado pelas térmicas também foram ajustados. O S500 caiu 3,1% e o S10, de maior qualidade, caiu 3,2%.

De acordo com a consultoria INTL FCStone, a redução foi linear para todas as praças.

O preço da gasolina vai cair R$ 0,0566 centavos e o diesel, R$ 0,0498 centavos. A queda dos combustíveis segue a desvalorização do preço do petróleo no mercado internacional e já acumula mais de 40% no ano.

O preço mais baixo porém tem demorado a chegar nos postos de abastecimento, principalmente agora que a crise do coronavírus abateu fortemente a demanda.

Segundo a Fecombustíveis, associação que reúne os postos de abastecimento do País, a queda de vendas já está em torno dos 50% em todo País.

Fonte: InfoMoney

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petróleo cai com preocupações sobre demanda em dia fraco de notícias

Os preços do petróleo bruto caíram durante a manhã em Nova York, com temores persistentes sobre a força da demanda global para o resto do ano dominando uma manhã sem intercorrências por notícias.

Estoque menor de etanol exigirá “calibragem” nos preços para tirar um pouco da competitividade

A gasolina correndo mais tempo, ou mesmo virando o ano, na faixa…

Com recuperação no consumo, preços do etanol devem seguir subindo

O dia foi de preços entre estáveis a mais altos para o etanol em São Paulo. Em Ribeirão Preto, o hidratado seguiu em R$ 2,06 o litro.

Produção global de etanol não retomará nível pré-Covid até 2022, diz conselho dos EUA

A produção global de etanol deve ser 20% menor este ano, à medida que…