(Imagem: REUTERS/Carlos Jasso)

Para carimbar um desconto de mais de 2% na gasolina nas refinarias, a Petrobras (PETR4) ignorou a alta do petróleo, que entrou na casa dos US$ 72 há uns dias e fechou esta sexta (11) perto dos US$ 73, e olhou apenas para a menor despesa cambial, onde o dólar apresenta recuo de mais de 3% no acumulado do mês, até ontem.

Mesmo que a redução demore mais para chegar na bomba, já pega no etanol hidratado tendendo a fechar menor nas usinas esta semana – além de estar caindo diariamente nas distribuidoras.

Enquanto a divisa brasileira se deprecia e a americana caminha para fechar o dia em mais de 1% de elevação – e passa dos R$ 5,10, às 15h55 -, a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) faz as contas e registra aumento da defasagem da gasolina.

A partir de sábado, quando entrar em vigor a redução, a gasolina a R$ 2,53 por litro estará R$ 0,09 defasada.

Até o fim deste dia, estará em menos R$ 0,04, ou 2% de atraso, segundo informa Sérgio Araújo, presidente da Abicom.

“Ontem tínhamos uma cotação Brasil muito próxima à internacional, que justificaria a manutenção dos preços, e hoje a alta do câmbio deixava a cotação com perspectiva de aumento mesmo antes da alteração”, diz.

Ao manter inalterado o diesel, o executivo explica parte da manobra da Petrobras, mas que embute certo risco. Ao acelerar o refino nas últimas semanas, consegue suprir melhor o “deficitário” mercado de diesel, “mas deve começar a ficar com excedente de gasolina, considerando a demanda ainda reprimida de Ciclo Otto”.

Fonte: Money Times

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Cai o volume de biodiesel vendido em leilão da ANP, e ociosidade cresce

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) informou que a etapa regular do 80º Leilão de Biodiesel (L80) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) foi concluída na sexta-feira e as distribuidoras compraram 1,1 bilhão de litros, com entregas em julho e agosto, para atender à mistura obrigatória de 10% no diesel fóssil vendido nos postos do país.

Venda de combustível tem recuperação em setembro

Dados preliminares publicados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis…