Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, general Joaquim Silva e Luna é eleito o novo presidente da Petrobras — Foto: JN

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou, em reunião realizada nesta sexta-feira (16), a indicação do general Joaquim Silva e Luna ao cargo de presidente da companhia. Ele havia sido indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para substituir Roberto Castelo Branco no comando da estatal.

Silva e Luna foi integrado ao Conselho de Administração da Petrobras na segunda-feira (12). Era o primeiro passo para que ele pudesse assumir o comando da empresa.

Além da nomeação de Silva e Luna, a reunião desta sexta-feira também nomeou os diretores das principais áreas da companhia. São eles:

  • Rodrigo Araujo Alves para o cargo de Diretor Executivo Financeiro e de Relacionamento com Investidores;
  • Cláudio Rogério Linassi Mastella para o cargo de Diretor Executivo de Comercialização e Logística;
  • Fernando Assumpção Borges para o cargo de Diretor Executivo de Exploração e Produção;
  • João Henrique Rittershaussen para o cargo de Diretor Executivo de Desenvolvimento da Produção;
  • Nicolás Simone como Diretor Executivo de Transformação Digital e Inovação; (reconduzido ao cargo)
  • Roberto Furian Ardenghy como Diretor Executivo de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade (reconduzido ao cargo);
  • Rodrigo Costa Lima e Silva como Diretor Executivo de Refino e Gás Natural (reconduzido ao cargo).

Fonte: G1

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Fornecedora de armazenamento de petróleo está quase sem espaço

A Royal Vopak, maior fornecedora mundial independente de armazenamento de petróleo, não…

Opep está “cautelosamente otimisma” com recuperação do mercado do petróleo em 2021

O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) afirmou nesta terça-feira que está cautelosamente otimista com uma recuperação do mercado da commodity neste ano, após a queda de demanda que acompanhou a pandemia de coronavírus.

Venda de anidro pelas usinas do Centro-Sul sobe 35% no ano; produção cresce 11,3%

As vendas de etanol anidro pelas usinas do Centro-Sul no mercado interno somaram 1,48 bilhão de litros no primeiro bimestre da safra 2021/22, alta de 35% no ano, enquanto a produção atingiu 1,85 bilhão de litros, elevação de 11,27% no mesmo comparativo. Os dados foram divulgados ontem, 10, pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

Demanda global por petróleo ainda não atingiu pico, diz AIE

No ano passado, o consumo global de petróleo totalizou quase 100 milhões de barris por dia