© Reuters.

Os preços do petróleo caíram cerca de 5% na quarta-feira, caindo abaixo do suporte chave de US$ 40 por barril, depois que um estoque inesperadamente alto de petróleo bruto nos EUA na semana passada relatado pelo governo reforçou as preocupações sobre o esgotamento da demanda por combustível em meio ao agravamento do surto global de Covid-19.

O petróleo West Texas Intermediate negociado em Nova York, o principal indicador dos preços do petróleo nos EUA, caía 5,3% para US$ 37,48 por barril às 12h54.

O Brent negociado em Londres, a referência global para o petróleo, recuava 4,5%, para US$ 39,73.

Os estoque de petróleo dos EUA aumentaram 4,3 milhões de barris, contra as expectativas de um aumento de 1,23 milhão de barris, informou a Administração de Informações de Energia. Isso aconteceu uma semana depois que os estoques de petróleo caíram 1 milhão de barris.

Fonte: Investing.com

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Liquidação: Petróleo dos EUA é negociado no negativo pela primeira vez na história

Os contratos futuros do petróleo dos EUA (WTI) para maio, que expiram amanhã, atingiram pela primeira vez o território negativo.

Resumo Semanal Combustíveis 16/Out/2020

Confira as principais informações e tendências da semana sobre o mercado de combustíveis no Brasil.

Petroleiros anunciam greve nacional a partir de sábado

Lideranças dos trabalhadores do setor consideram que a Petrobrás está sendo intransigente em relação às suas reivindicações

Combustíveis voltam a ter queda no preço.

Os combustíveis voltaram a apresentar queda em seus preços médios na ultima semana segundo dados coletados pela ANP nos postos de combustíveis no Brasil.