© Reuters. Os Futuros do Petróleo subiram durante a sessão dos Estados Unidos

Os contratos futuros de petróleo registraram queda forte, nesta quinta-feira, 13, pressionados pela notícia do retorno às operações em importante duto que leva combustível para a Costa Leste dos Estados Unidos. Enquanto isso, analistas projetavam que o óleo pode ficar apoiado no curto prazo, mas sob pressão mais adiante.

O petróleo WTI para junho fechou em baixa de 3,42% (-US$ 2,26), em US$ 63,82 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para julho recuou 3,27% (-US$ 2,27), a US$ 67,05 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

A operadora Colonial Pipeline informou que a retomada de operações no duto começou no fim do dia de ontem, mas alertou que levará alguns dias até que o sistema inteiro seja normalizado. O duto leva combustíveis do Texas para o nordeste do país. Segundo a Bloomberg, a empresa teria pago US$ 5 milhões a hackers do Leste Europeu para retomar a operação do duto, fechado após um ataque cibernético. O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que o fornecimento de combustíveis deve começar a melhorar já neste fim de semana, com uma recuperação que deve durar pelas próximas semanas.

A Stifel afirma em relatório a clientes que pode ainda levar algum tempo até a situação se normalizar totalmente, enquanto o Danske Bank diz que problemas de falta de combustível na região já começavam a ser reportados.

Olhando adiante, analistas acreditam que a alta das commodities deve seguir no curto prazo, mas uma correção é esperada ainda em 2021, com a gradual normalização da oferta no mercado, de acordo com reportagem publicada no Broadcast às 10h57.

Fonte: Estadão Conteúdo

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

3 Lições sobre o Mercado de Petróleo na Semana Passada e Repercussões no Setor

O mercado de petróleo ainda está obcecado pela promessa de vacinas contra…

Petróleo segue volátil, chegando a cair 4% apesar da confusão em Suez

A volatilidade do petróleo não está diminuindo, apesar do risco para o comércio global causado pelo congestionamento de petroleiros no Canal de Suez.

Os combustíveis na reforma tributária

Na semana passada o presidente da República enviou ao Congresso Nacional projeto de lei complementar alterando a forma de cobrança do ICMS nas operações com combustíveis.

Petróleo fecha em queda, com expectativa Opep+, estímulos e dólar no radar

Os contratos futuros de petróleo fecharam em baixa nesta segunda-feira, após começarem a semana avançando, com o impulso da aprovação de estímulos fiscais nos Estados Unidos.