Imagem: Reprodução Adobe Stock

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta terça-feira, 15, impulsionados pelo enfraquecimento do dólar, em dia marcado pelo otimismo em relação à distribuição de vacinas contra a covid-19 e a aprovação de uma nova rodada de estímulos fiscais nos Estados Unidos. A piora nas previsões da Agência Internacional de Energia (AIE) para a demanda global pela commodity não influenciou as cotações.

O contrato do WTI para janeiro encerrou com ganho de 1,34%, a US$ 47,62 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para fevereiro avançou 0,93%, a US$ 50,76 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE). Ambos os contratos encerraram em seus maiores valores desde março

A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos EUA confirmou nesta terça que a vacina desenvolvida pela Moderna tem eficácia de 94,1% na prevenção do coronavírus. A expectativa é de que o produto tenha aprovação emergencial na sexta-feira.

A informação vem um dia após o início da imunização da população americana com a fórmula da Pfizer e da BioNTech, que recebeu aval para uso emergencial pelos órgãos reguladores.

A notícia animou ainda mais investidores, também otimistas quanto às perspectivas por uma nova legislação de alívio econômico nos EUA. Segundo a CNBC, a presidente dos Representantes, Nancy Pelosi, convidou lideranças dos dois partidos no Congresso para uma reunião sobre o tema.

Diante desses drivers, o dólar ficou sob forte pressão, o que tende beneficiar o petróleo. Com isso, os preços deixaram em segundo plano as conclusões do relatório mensal da Agência Internacional de Energia (AIE). A entidade reduziu nesta terça em 170 mil barris por dia (bpd) sua previsão para o crescimento da demanda global por petróleo em 2021. Para 2020, a expectativa é bastante similar ao documento do mês anterior, com corte de 50 mil bpd.

“Sempre seguindo o relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o relatório da AIE não trouxe nada de novo”, resumiu o analista Edward Moya, da Oanda.

Fonte: Investing.com

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Novo Diretor-Geral da ANP deve, finalmente, liberar venda direta de etanol

O novo diretor-geral interno da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Raphael Moura,…

Demanda global por petróleo ainda não atingiu pico, diz AIE

No ano passado, o consumo global de petróleo totalizou quase 100 milhões de barris por dia

AIE corta projeção para demanda por petróleo sob efeito da Covid

A Agência Internacional de Energia cortou as previsões para a demanda global…