(Imagem: REUTERS/Bruno Domingos)

LONDRES (Reuters) – Os preços do petróleo recuavam levemente nesta terça-feira, mas seguiam perto de máximas em uma semana, depois de terem saltado mais de 3% na sessão anterior, com investidores tendo no radar um possível retorno antecipado do Irã aos mercados internacionais de petróleo e o cenário da pandemia.

O petróleo Brent recuava 0,12 dólar, ou 0,18%, a 68,34 dólares por barril, às 9:06 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,24 dólar, ou 0,36%, a 65,81 dólares por barril.

Na véspera, o Brent havia subido 3%, enquanto o barril nos EUA avançou 3,9%.

Negociações indiretas entre Estados Unidos e Irã devem ser retomadas em Viena nesta semana. As conversas ganharam nova vida após o governo iraniano e a agência nuclear da ONU terem prorrogado um acordo de monitoramento sobre o programa atômico do país do Oriente Médio.

Mas o secretário de Estados dos EUA, Antony Blinken, disse no domingo que os EUA ainda precisam ver se o Irã vai cumprir com seus compromissos nucleares antes de ter suas sanções removidas, mesmo que as conversa em andamento tenham mostrado progresso.

A pandemia de coronavírus também seguia no radar do mercado, com redução dos casos e mortes na Europa e parte dos EUA levando ao alívio em medidas de restrições, embora outras regiões como a Índia– terceira maior importadora global de petróleo–sigam com a pandemia em ascensão.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Litro da gasolina fica acima de R$ 5 pela 1ª vez na média nacional

O Índice de Preços Ticket Log (IPTL) registrou aumento de 4,49% no preço da gasolina nos primeiros 15 dias de fevereiro e o litro médio do combustível agora é R$ 5,033.

Minoritário eleito para conselho da Petrobras vai renunciar para forçar novo pleito

Com críticas ao resultado da assembleia de acionistas realizada pela Petrobras nesta segunda (12), investidores minoritários decidiram tentar nova estratégia para ampliar o número de cadeiras no conselho de administração da estatal.

Petrobras anuncia reajustes de 6% para a gasolina e de 5% para o diesel

A Petrobras (SA:PETR4) anunciou às distribuidoras que vai aumentar a partir da…