Produção de petróleo no Polo Macau, no Rio Grande do Norte. — Foto: Cedida/3R Petroleum

Os preços do petróleo subiram nesta quinta-feira, estendendo os fortes ganhos obtidos nas sessões anteriores em meio a expectativas de oferta mais restrita até o final do ano, à medida que as economias se recuperam da crise do coronavírus.

O Brent subia 20 centavos de dólar, ou 0,3%, para 72,43 dólares por barril às 10:35 (horário de Brasília), após alta de 4,2% na sessão anterior.

O petróleo bruto dos EUA West Texas Intermediate (WTI) avançava 23 centavos de dólar, ou 0,33%, para 70,53 dólares por barril, após alta de 4,6% na quarta-feira.

“Alguns pontos fracos surgiram na recuperação da demanda por petróleo, mas é improvável que isso mude a perspectiva fundamentalmente”, disse o Morgan Stanley em nota.

Membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros produtores, incluindo a Rússia, um grupo conhecido como Opep+, concordaram esta semana em um acordo para aumentar a oferta de petróleo em 400.000 barris por dia de agosto a dezembro para resfriar os preços e atender à demanda crescente.

Mas a demanda ainda deve superar a oferta no segundo semestre, levando os preços do Brent a serem negociados em movimento de alta próximo de 70 dólares por barril até o final de 2021, disse o Morgan Stanley.

“No final das contas, a recuperação do PIB (Produto Interno Bruto) global provavelmente permanecerá no caminho certo, os dados de estoque continuam encorajadores, nossos saldos mostram aperto no segundo semestre e esperamos que a Opep permaneça coesa”, disse.

Os estoques de petróleo bruto nos Estados Unidos, o maior consumidor mundial de petróleo, aumentaram inesperadamente em 2,1 milhões de barris na semana passada para 439,7 milhões de barris, alta pela primeira vez desde maio, mostraram dados da Administração de Informações de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês).

Os analistas do Barclays também esperavam uma redução mais rápida do que o verificado nos estoques globais de petróleo para níveis pré-pandêmicos, levando o banco a aumentar sua previsão do preço do petróleo para 2021 em 3-5 dólares, para uma média de 69 dólares o barril.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Etanol: altas seguidas e cautela com restrições contra covid podem desacelerar os preços

É bem possível que a cadeia do etanol hidratado tenha sentido algum recuo nas vendas com a escalada seguida dos preços ou tenha ficado mais cautelosa com novos anúncios de restrições impostas por governadores e prefeitos.

Alta do etanol na bomba e usina é ancorada nas margens maiores da gasolina, ainda que defasada

O preço médio da gasolina para o consumidor cresceu 1,8% nesta semana e o do etanol hidratado 1,58%. Foi a sétima semana consecutiva de alta desses dois combustíveis, apontada pela reguladora ANP.

APROBIO faz primeira avaliação sobre proposta de novo sistema de comercialização de biodiesel

A Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil (APROBIO) divulgou uma nota sobre a decisão tomada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em reunião nesta quinta-feira (29).