De acordo com o último Índice de Preços Ticket Log (IPTL) divulgado nesta segunda, 7, os preços médios da gasolina e do etanol voltaram a avançar em maio, em relação ao mês anterior. Na comparação com o mesmo período do ano passado,o etanol avançou 50,40% nos últimos 12 meses e foi encontrado a R$ 4,822. Já a gasolina está 44,77% mais cara, e foi comercializada nos postos a R$ 5,798.

“Em abril, ambos os combustíveis haviam registrado redução nos preços. No início de maio, porém, o cenário já apontava ser de alta, o que foi comprovado com os valores médios por litros registrados ao considerar todo o mês. O preço médio da gasolina avançou 1,73% em relação a abril, e o etanol apresentou alta de 5,64%”, disse Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Gasolina
A gasolina mais barata e a mais cara do País foram encontradas na região Norte. No Amapá, o combustível foi comercializado pelo menor preço médio, a R$ 5,318. Já no Acre, o valor mais alto, a R$ 6,325, após aumento nos postos acreanos de 1,09%. O Amazonas registrou a maior redução nos preços, de 2,46% na comparação com abril.

O maior aumento de preços da gasolina em maio foi registrado em Santa Catarina, de 3,97%.

Etanol
Outro estado da região Sul, o Rio Grande do Sul apresentou o etanol mais caro do País, a R$ 5,450, valor médio nos postos após alta de 3,18%.

Em São Paulo, o etanol apresentou o aumento mais significativo, de 13,54%, e o combustível foi comercializado a R$ 4,152 no estado. Já a maior redução no preço médio por litro foi registrada no Acre, de 1,28%. O menor valor, por sua vez, esteve em Mato Grosso, onde o etanol foi encontrado a R$ 4,134.

No recorte entre regiões, tanto a gasolina quanto o etanol avançaram em todas elas. A região Sul registrou o maior aumento no preço médio da gasolina, de 3,06%, mas também o menor valor por litro, de R$ 5,598. O combustível mais caro foi encontrado no Centro-Oeste, a R$ 5,913.

Já o etanol apresentou cenário oposto. O combustível de maior valor médio por litro foi comercializado pelos postos do Sul, a R$ 4,948, e o mais barato foi encontrado no Centro-Oeste, a R$ 4,530. O aumento de preços mais significativo foi registrado na região Sudeste, de 8,96%.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, com uma média de oito transações por segundo.


Autor/Veículo: Canal Rural

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petróleo fecha em baixa, com cautela por covid-19 e Opep na mira dos EUA

Os contratos futuros de petróleo fecharam em baixa nesta terça-feira, 20, em sessão marcada por aversão ao risco nas mesas de operações.

Opep+ vive impasse sobre aumento de produção; retomará negociações na terça

Por Ahmad Ghaddar e Rania El Gamal e Olesya Astakhova LONDRES/DUBAI/MOSCOU (Reuters)…

Opep+ deve manter plano de repor produção, segundo pesquisa

A Opep e aliados devem reafirmar os planos de aumentar a produção de petróleo quando se reunirem na próxima semana, devolvendo ao mercado um pouco mais dos barris retirados durante a pandemia.