Valêncio Consultoria Combustíveis – Imagem: Adobe Stock

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 14 estados na última semana, de acordo com levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) compilado pelo AE-Taxas. A cotação do biocombustível caiu em outros 10 estados e no Distrito Federal e ficou estável no Amapá e em Mato Grosso.

Nos postos pesquisados pela ANP em todo o País, o preço médio do etanol subiu 0,66%, a R$ 2,759, em comparação aos R$ 2,741 na semana anterior.

Em relação aos últimos 30 dias, quando o preço era de R$ 2,737, a alta foi de 0,80%.

Em São Paulo, principal estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, a cotação média do hidratado ficou em R$ 2,564, representando elevação de 0,43% ante a semana anterior (R$ 2,553) e subiu 0,79% na comparação com os últimos 30 dias (R$ 2,544).

No Piauí, o biocombustível registrou a maior alta porcentual na semana, de 7,58%.

A maior queda semanal, de 2,79%, foi verificada no Tocantins.

Na comparação mensal, os preços do etanol subiram em 17 estados e no Distrito Federal, cederam em outros 8 Estados e se mantiveram no Amapá.

O Estado que registrou a maior alta porcentual na comparação mensal também foi Piauí, com elevação de 8,51% no preço do etanol hidratado.

A queda mais expressiva foi verificada no Amazonas (-1,93%).

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,079 o litro, em São Paulo, e o menor preço médio estadual, de R$ 2,564, também foi registrado em São Paulo.

O preço máximo individual, de R$ 4,599 o litro, foi verificado em um posto do Rio Grande do Sul.

O Rio Grande do Sul também teve o maior preço médio, de R$ 3,962.

Fonte: UOL

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Quatro Novos Riscos Podem Influenciar Dinâmica do Petróleo no Futuro Próximo

Agora que os preços do petróleo se recuperaram totalmente da ameaça de…

Petróleo queima, mas colapso do WTI foi ajudado pelo modelo de contrato e só vale nos EUA

O feito histórico do petróleo WTI, negociado em Nova York, em US$ 37,63 negativos ontem, precisa ser compreendido no seu modelo de negócio.