Os preços médios da gasolina e do diesel nos postos brasileiros encerraram a semana em alta, marcando o décimo aumento semanal consecutivo, mostraram dados da reguladora Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta sexta-feira (31). O etanol teve leve baixa.

A elevação dos valores praticados nas bombas tem acompanhado uma série de aumentos praticados pela Petrobras nas refinarias desde meados de abril, embora a estatal tenha anunciado para a partir desta sexta-feira a primeira redução no período, com corte de 4% na gasolina.

O custo médio para o consumidor final do diesel, combustível mais utilizado no Brasil, encerrou a semana em R$ 3,322 por litro, com elevação de 1,28% no período, segundo os números da (ANP).

A gasolina foi comercializada em média por R$ 4,203 por litro nos postos, com avanço semanal de 0,67%, de acordo com a agência.

Com isso, o valor do diesel nas bombas agora acumula queda de 12% frente à primeira semana do ano, enquanto a gasolina tem retração de 7,8% desde então.

O movimento dos preços finais compara-se com uma queda acumulada de cerca de 13,7% para a gasolina e 25% para o diesel nas refinarias da Petrobras ao longo de 2020.

O repasse de reajustes nas refinarias aos postos não é automático e nem obrigatório e depende de uma série de fatores, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de biodiesel.

Já o etanol hidratado, concorrente da gasolina nas bombas, encerrou a semana vendido em média por R$ 2,741 por litro, com queda de 0,18% ante a semana anterior.

No acumulado do ano, os preços do etanol nos postos têm baixa de 13,6%, segundo os dados da ANP.

Fonte: G1

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preços dos combustíveis seguem em alta nos postos nesta semana, diz ANP

De acordo com o levantamento semanal da agência, o valor médio do litro da gasolina ao consumidor subiu 0,8%, a R$ 4,268. O preço do litro do diesel avançou 0,3%, para R$ 3,374.

Opep apoiará corte adicional de produção de 1,5 mi bpd se tiver adesão da Rússia

VIENA (Reuters) – A Opep chegou a um acordo nesta quinta-feira para…

Da mão para a boca, alta do petróleo ajuda etanol podendo frustar 4º recuo da gasolina

A volatilidade sem igual do petróleo na bolsa mercantil de Londres, acima…