Preços do petróleo caem e caminham para perdas de mais de 6% na semana

Os contratos futuros do petróleo caíam pela sétima sessão consecutiva nesta sexta-feira, para perto das mínimas de três meses, e rumo a uma perda semanal de mais de 6% com novas restrições em países que enfrentam casos crescentes da variante Delta da Covid-19, o que reduz as perspectivas para a demanda de combustível. A aversão ao risco do investidor também pesou sobre o petróleo, com o dólar saltando para uma máxima de nove meses após sinais de que o Federal Reserve está considerando reduzir o estímulo este ano.

“A propagação da variante Delta em meio à moderação do crescimento econômico e as perspectivas de uma política monetária mais apertada estão criando oscilações de curto prazo no mercado de commodities”, disse o analista de commodities ANZanalistas em uma nota.

Os futuros do petróleo Brent e do Petróleo WTI Futuroscaíam cerca de 1 dólar nesta manhã. O Brent operava perto de seu menor valor desde maio.

IBP critica mudanças regulatórias na venda de combustíveis

Representante das grandes distribuidoras de combustíveis, o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) se posicionou a favor da manutenção do atual modelo de funcionamento do mercado de revenda de derivados de petróleo.

Estes são os postos de combustíveis populares e preferidos por brasileiros

Os postos de combustível Petrobras BR, Ipiranga e Shell são as marcas com maior índice de popularidade entre os brasileiros, é o que aponta um estudo realizado pela empresa de pesquisa de satisfação e NPS (Net Promoter Score) SoluCX: as marcas foram citadas por 73,2%, 72,8% e 69,1% dos respondentes da pesquisa, respectivamente.

Guerra política no Brasil e economia mundial devem manter preço da gasolina nas alturas

Economistas dizem que toda vez que o discurso golpista avança, desconfiança cresce e dólar sobe, elevando o preço dos combustíveis. Motoristas de aplicativo dizem que serviço já não compensa diante dos custos.