Preços do petróleo fecham estáveis; Opep mantém aumento gradual de produção

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo fecharam estáveis nesta quarta-feira, após a Opep e seus aliados concordarem em manter a política já existente de aumento gradual de produção de petróleo.

O petróleo Brent recuou 0,04 dólar para fechar em 71,59 dólares o barril. Enquanto o petróleo dos EUA (WTI) avançou 0,09 dólar, para fechar em 68,59 dólares o barril.

O Brent registrou a mínima da sessão de 70,42 dólares o barril, enquanto o WTI recuou tão baixo quanto 67,12 dólares o barril.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados liderados pela Rússia, que formam o grupo conhecido como Opep+, concordaram em manter a política de julho de reduzir os cortes de produção, acrescentando ao mercado 400 mil barris por dia (bpd) por mês.

Ainda assim, o grupo revisou para cima a previsão de demanda de 2022 e enfrenta pressão dos Estados Unidos para aumentar a produção de forma mais rápida.

“Embora os efeitos da pandemia de Covid-19 continuem a lançar alguma incerteza, os fundamentos do mercado se fortaleceram e as ações da OCDE continuam caindo à medida que a recuperação se acelera”, disse a Opep+ em um comunicado.

A Opep+ cumpriu a meta de remover o excesso de petróleo do mercado mundial e é importante manter o mercado equilibrado, disse o principal negociador da Rússia, Alexander Novak.

Petróleo fecha em alta, apoiado por queda nos estoques dos EUA

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, 20. Apesar de abrirem em baixa com a previsão de aumento nos estoques do óleo dos Estados Unidos, os ativos operaram em geral no positivo e ganharam força quando o resultado foi de queda nos estoques.

Produção de etanol nos EUA sobe 6,2% na semana, para 1,096 milhão de barris/dia

A produção média de etanol nos Estados Unidos foi de 1,096 milhão de barris por dia na semana encerrada em 15 de outubro.

Iraque: o petróleo pode chegar a US $ 100 no próximo ano

Os preços do petróleo podem chegar a US $ 100 o barril durante o primeiro semestre de 2022 em meio a baixos estoques comerciais globais, disse o ministro do Petróleo do Iraque, Ihsan Abdul Jabbar Ismaael , na quarta-feira, conforme publicado pela Reuters.