© Reuters.

Investing.com – Os preços do petróleo obtiveram uma vitória semanal depois de subirem na sexta-feira (19), com uma onda de otimismo com a Opep e seus aliados intensificando os esforços de conformidade nos cortes de produção reforçando o sentimento do investidor. Mas alguns especialistas alertaram que o rali poderá perder força em breve.

Na Bolsa Mercantil de Nova York, o WTI futuros subia 1,8%, para US$ 39,55 por barril, enquanto na Bolsa Intercontinental de Londres, o Brent ganhava 1,4% , para US$ 42,09 por barril, às 16h55 (horário de Brasília). 

Com a conformidade da Opep+ em 87% em maio, os membros do grupo que assinaram o acordo de corte de produção estão tomando medidas para reduzir a produção e aumentar a conformidade.

O Iraque e o Cazaquistão, que ultrapassaram suas cotas de produção em maio, apresentaram à aliança Opep+ seus planos detalhados para cortá-la nos próximos meses.

Mas outros infratores culpados de superprodução, incluindo Nigéria e Angola, precisarão apresentar planos para controlar a produção até 22 de junho, de acordo com o Comitê Ministerial de Monitoramento encarregado de supervisionar os corte de produção do acordo da Opep+.

A última vitória semanal – a oitava nas últimas nove semanas – provocou algumas preocupações de que as altas nos preços estejam no fim, uma vez que é improvável que países em todo o mundo acabem com todos os restrições em breve.

Uma alta prolongada acima do nível de US$ 40 “será difícil para o WTI, já que as restrições não desaparecerão tão cedo”… “então os preços do petróleo podem ter, na melhor das hipóteses, mais um dólar ou dois para subir”, disse Edward Moya, da Oanda

Outros, enquanto isso, sinalizaram o início da temporada de furacões como um potencial problema para os preços do petróleo.

“A temporada de furacões é outra variável que pode levar a recuperação tênue do mercado de petróleo de volta a um território de preços mais pessimista”, disse Erika Coombs, da BTU Analytics.

Os dados mais recentes de contagem de plataformas, que servem como proxy para a produção e a demanda de serviços de petróleo, caíram para níveis mínimos pela sétima semana consecutiva.

Os dados da semana passada mostraram que o número de plataformas de petróleo em operação nos EUA caiu em 13, para 266.

Fonte: Investing.com

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preços do diesel e da gasolina recuam nos postos na semana, diz ANP

Valor médio do litro da gasolina para o consumidor recuou 0,09%, a R$ 4,531. Preço do litro do diesel caiu 0,44% no período, para R$ 3,661.

EPE projeta perda de R$ 54 bi para União e Estados com combustíveis até 2022

Em caso de retomada da economia ainda em 2020, arrecadação ficaria positiva em R$ 2 bi; diesel deve ser o menos afetado pelo coronavírus

Preço médio da gasolina nas bombas cai pela 12ª semana seguida, diz ANP

De acordo com levantamento semanal da agência, preço do litro do diesel também recuou. Etanol teve alta.

Concorde a Opep+ ou não, cortes extra na produção de petróleo parecem inevitáveis

LONDRES (Reuters) – Mesmo que produtores de petróleo da Opep+ concordem formalmente…