(crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os preços dos combustíveis automotivos voltaram a subir em maio, nos postos revendedores, segundo o Índice de Preços Ticket Log (IPTL). O Sudeste continua a ser a região onde é vendida a gasolina mais cara do País e onde os porcentuais de alta do óleo diesel e do etanol foram os mais elevados neste mês.

No Sudeste, o diesel comum ficou 6,5% mais caro, na passagem de abril para maio, e o S-10, com menos teor de enxofre, 6,36%. Já o etanol avançou 5,13% e a gasolina, 1,09%, considerando a mesma base de comparação.

Rio de Janeiro e Minas Gerais são os dois Estados onde os preços dos combustíveis estão mais altos. Já em São Paulo são encontrados os menores valores.

No Espírito Santo foram registrados os menores aumentos de preços da gasolina e do etanol no início de maio, na comparação com o fechamento de abril.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base em abastecimentos realizados em 18 mil postos credenciados à Ticket Log.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Preço do diesel nos postos sobe pelo 3º mês seguido em janeiro, diz Ticket Log

O preço do diesel nos postos de combustíveis do Brasil subiu 2,3% em janeiro frente ao mês anterior.

Etanol hidratado cai pela segunda semana nas usinas, ao contrário de nas distribuidoras

Nas duas semanas em que permanece no radar a pressão dos postos de combustíveis, representados pela Fecombustíveis, para que o governo reduza a mistura de etanol anidro na gasolina, o renovável hidratado foi ofertado com duas baixas seguidas nas usinas.

Iraque reduz oferta de petróleo a várias refinarias indianas em 2021

O Iraque reduziu o fornecimento anual de petróleo Basra a várias refinarias indianas em até 20% para 2021, disseram fontes da indústria, em um raro movimento do segundo maior produtor da Opep, que está tentando atender suas obrigações sob o acordo de produção do grupo.

Etanol volta a ser competitivo ante gasolina em SP e em MS, diz ANP

Os preços médios do etanol na semana encerrada no sábado, 6, mostraram-se vantajosos em comparação ante os da gasolina em apenas cinco Estados brasileiros.