Em toneladas, a produção de petróleo e condensado de gás caiu para 512,68 milhões em 2020, ante um recorde pós-soviético de 560,2 milhões, ou 11,25 milhões de bpd, em 2019 (Imagem: Pixabay)

A produção de petróleo na Rússia caiu no ano passado pela primeira vez desde 2008 e atingiu seu nível mais baixo desde 2011, após um acordo global para cortar a oferta em meio à diminuição da demanda causada pelo coronavírus, mostraram dados neste sábado.

A produção russa de petróleo e gás condensado caiu para 10,27 milhões de barris por dia (bpd) em 2020, de acordo com dados do Ministério de Energia citados pela agência de notícias Interfax.

Em toneladas, a produção de petróleo e condensado de gás caiu para 512,68 milhões em 2020, ante um recorde pós-soviético de 560,2 milhões, ou 11,25 milhões de bpd, em 2019.

A queda acentuada ficou quase em linha com as expectativas.

A marca de 512,68 milhões de toneladas para 2020 foi a mais baixa desde as 511,43 milhões de toneladas vistas em 2011, e o primeiro declínio anualizado desde 2008 em meio à crise financeira global e à queda dos preços do petróleo.

A Rússia concordou em reduzir sua produção de petróleo em abril do ano passado em mais de 2 milhões de barris por dia, um corte voluntário sem precedentes, juntamente com outros grandes produtores da commodity e a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

A medida foi projetada para impulsionar o mercado de petróleo afetado pelas consequências da pandemia da Covid-19.

O grupo Opep+ vai realizar sua próxima cúpula na segunda-feira, 4 de janeiro. A Rússia deve aumentar sua produção de petróleo em 125.000 bpd a partir do Ano Novo.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Bolsonaro desafia Doria a zerar imposto sobre combustível

O presidente da República, Jair Bolsonaro, desafiou nesta sexta-feira, 15, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), a reduzir os impostos estaduais sobre combustíveis.

Saudi Aramco eleva preços do petróleo para Ásia e EUA em fevereiro

A estatal saudita Saudi Aramco (SE:2222) divulgou nesta quarta-feira, 6, as fórmulas…

Brasil começa discussão sobre adesão à Opep em julho, diz ministro de Minas e Energia

NOVA DÉLHI (Reuters) – O Brasil começará discussões sobre adesão à Organização…