Produção de petróleo do país cai 1,6% em agosto vs julho; Petrobras vê recuo de 1,9%

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A produção de petróleo do Brasil recuou 1,6% em agosto ante julho, quanto o país teve o maior volume desde agosto de 2020, apontaram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

No mês passado, o total produzido no país somou 2,997 milhões de barris por dia (bpd), também uma queda de 2,8% ante agosto do ano passado, quando somou 3,084 milhões de bpd.

A produção de gás em agosto, por sua vez, recuou 1,8% ante o recorde histórico atingido em julho e caiu 2,3% na comparação com um ano antes, para 136,594 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d).

Somando a produção de petróleo e gás, o Brasil produziu 3,856 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), queda de 1,6% na comparação com julho e recuo de 1,7% versus agosto do ano passado.

A agência não informou imediatamente os motivos para o avanço da produção, após pedido de comentários.

A Petrobras (SA:PETR4), maior produtora do país, respondeu por 2,19 milhões de bpd de petróleo, queda de 4,9% ante agosto de 2020. Na comparação com julho, a estatal bombeou 1,9% menos.

A companhia produziu 98,237 milhões de m³/d de gás natural, recuo de 3,7 na comparação com o mesmo mês do ano passado. Ante julho, a queda foi de 2,1%.

Já a produção da anglo-holandesa Shell (NYSE:RDSa) (SA:RDSA34), segunda maior produtora do Brasil e importante sócia da Petrobras no pré-sal, somou 369.507 bpd de petróleo em agosto, queda de 2% ante um ano antes, e 15,358 milhões de m³/d de gás natural, recuo de 1,2% na mesma comparação.

Petróleo fecha em alta, apoiado por queda nos estoques dos EUA

Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, 20. Apesar de abrirem em baixa com a previsão de aumento nos estoques do óleo dos Estados Unidos, os ativos operaram em geral no positivo e ganharam força quando o resultado foi de queda nos estoques.

Produção de etanol nos EUA sobe 6,2% na semana, para 1,096 milhão de barris/dia

A produção média de etanol nos Estados Unidos foi de 1,096 milhão de barris por dia na semana encerrada em 15 de outubro.

Iraque: o petróleo pode chegar a US $ 100 no próximo ano

Os preços do petróleo podem chegar a US $ 100 o barril durante o primeiro semestre de 2022 em meio a baixos estoques comerciais globais, disse o ministro do Petróleo do Iraque, Ihsan Abdul Jabbar Ismaael , na quarta-feira, conforme publicado pela Reuters.