Esse número se compara a 13,96 milhões de bpd em setembro e supera o recorde diário anterior, de junho, de 14,08 milhões de bpd (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

O nível de processamento de petróleo em refinarias na China avançou 2,6% em outubro na comparação com mesmo mês do ano anterior, para o nível mais alto já registrado, em meio a uma demanda firme impulsionada por viagens em devido a feriados.

O país processou 59,82 milhões de toneladas de petróleo no mês passado, o equivalente a 14,09 milhões de barris por dia (bpd), segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas nesta segunda-feira.

Esse número se compara a 13,96 milhões de bpd em setembro e supera o recorde diário anterior, de junho, de 14,08 milhões de bpd.

O processamento total durante os 10 primeiros meses de 2020 foi de 555,18 milhões de toneladas, ou 13,29 milhões de bpd, alta de 2,9% frente ao mesmo período de 2019.

A demanda por gasolina manteve-se firme com mais motoristas pegando as estradas para longas viagens durante um período de feriados no início de outubro.

O consumo do setor doméstico de aviação retornou para níveis pré-Covid em setembro e deve se firmar mais em outubro, graças a uma rápida recuperação nas viagens de passageiros e cargas, embora a demanda por voos internacionais tenha permanecido fraca.

O processamento total durante os 10 primeiros meses de 2020 foi de 555,18 milhões de toneladas, ou 13,29 milhões de bpd, alta de 2,9% frente ao mesmo período de 2019  (Imagem: Pixabay)

O aumento na produção não foi maior porque uma das principais refinarias da estatal Sinopec, a de Qilu, em Shandong, desligou uma unidade de processamento de 160 mil bpd a partir do final de setembro.

Refinarias independentes, porém, possuem incentivos para manter elevadas taxas operacionais devido à sólida margem de refino, de 200 iuanes por tonelada, disse Ding Xu, analista da consultoria Longzhong, com sede na China, que falou antes da divulgação dos números.

Fonte: Reuters

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Petrobras: Mercado liga sinal de alerta por atrasos em ajustes de combustíveis

A Petrobras (PETR3; PETR4) anunciou que vai implementar reajustes nos preços dos combustíveis a partir de 27 de janeiro de 2021, sendo: diesel na refinaria a R$ 2,12 por litro (+4,30%) e gasolina na refinaria a R$ 2,08 por litro (+4,11%).

Petróleo Brent atinge maior nível desde março após acordo de oferta da Opep+

Por Scott DiSavino NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo Brent,…

Setor de etanol do Brasil saiu “mais relevante” do que entrou na pandemia, diz Unica

O setor de etanol do Brasil saiu “mais relevante” do que entrou…

Avanço de negociação no RS deixa caminho livre para Grupo Raízen comprar a Repar

Muito perto de adquirir a Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, o Grupo Ultra deve deixar o caminho aberto para que seu concorrente, o Raízen, arremate a paranaense Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária.