A Raízen atua desde 2011 como agente exclusivo de venda de lubrificantes da Shell por meio de um contrato de dez anos firmado entre ambas as empresas (Imagem: Facebook/ Cosan)

A Raízen, controlada da Cosan (CSAN3), anunciou a aquisição da totalidade do negócio de lubrificantes da Shell no Brasil.

A companhia atua desde 2011 como agente exclusivo de venda de lubrificantes da Shell por meio de um contrato de dez anos firmado entre ambas as empresas.

Com o vencimento do contrato, a Raízen e a Shell ampliaram o escopo do relacionamento mantido até o momento, acarretando na compra do negócio de lubrificantes pela primeira empresa.

A transação inclui a planta de mistura de lubrificantes localizada na Ilha do Governador e a base de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, assim como a cadeia de distribuição e seus respectivos contratos.

O fechamento da aquisição passará pela aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e está sujeito ao cumprimento de outras condições suspensivas.

A Raízen deu seus primeiros passos para uma listagem na Bolsa. Na quinta, a companhia comunicou que protocolou o pedido de registro para a realização de uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Document (62) by FifteenthAvenue

Assine nossa newsletter

Cadastre-se e recebe nossas notícias da semana.

VOCÊ PODE GOSTAR

Ultrapar tem lucro menor no 1º tri, com maiores despesas financeiras

O conglomerado Ultrapar (UGPA3) teve queda no lucro no primeiro trimestre, já que perdas financeiras com hedge cambial ofuscaram a melhora operacional de suas empresas.

Petróleo enfrenta risco de impacto do Irã com vitória de Biden

Para o frágil mercado de petróleo, o resultado das eleições nos Estados Unidos na próxima…

Indústria de biodiesel do Brasil sofre com pandemia e é pressionada a mudar contratos

Produtores de biodiesel do Brasil avaliam negociar alguma flexibilização nos próximos contratos para a venda do produto.